Vibra e gigante dos biocombustíveis avaliam parceria para entrar no metanol verde

Maior distribuidora de combustíveis do País, a Vibra assinou na quarta-feira, 10, um memorando de entendimento (MOU, na sigla em inglês) com a Inpasa Agroindustrial para o desenvolvimento de estudos de viabilidade da produção e comercialização de metanol verde. O combustível limpo pode ser comercializado como combustível marítimo. A Inpasa produz etanol de milho e outros biocombustíveis no Centro-Oeste brasileiro e no Paraguai.

Ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o presidente da Vibra, Ernesto Pousada, informou que as partes têm 180 dias para avaliar os detalhes do investimento, que visa a implantação de uma unidade com esse fim. Ele não citou valores potenciais, mas ressaltou que, se avançar, a parceria deve começar com uma fábrica piloto pequena de metanol verde.

"Estamos bastante empolgados. É mais um projeto verde, e muito estratégico", diz Pousada, ao citar o aumento da demanda por metanol verde como combustível de navio, em substituição ao bunker, o tradicional óleo combustível marítimo, de origem fóssil. "Várias das grandes empresas de shipping já estão encomendando navios movidos a metanol. Esse é um movimento que está acontecendo de fato no mundo. São navios flex, que aceitam metanol ou bunker", diz.

Entre essas empresas está, por exemplo, o grupo de navegação dinamarquês Maersk.

Método

No caso, o metanol ou álcool metílico "verde" (CH3OH) viria da síntese do dióxido de carbono (CO2) restante da produção do etanol de milho com o hidrogênio verde (H2), este gerado por meio da eletrólise da água com energia elétrica renovável.

Como o processo é limpo e ainda usa carbono emitido em outro processo, Pousada fala em "emissão negativa".

O fato de o metanol verde ser um líquido leve à temperatura ambiente facilita o transporte e armazenamento, colocando-o como uma das mais promissoras aplicações do hidrogênio verde nos próximos anos.

Sinergia

A Inpasa é a maior produtora de etanol de milho do País, com unidades em Sinop (MT), Nova Mutum (MT) e Dourados (MS), além de atividades no Paraguai.

Já a Vibra é a maior das distribuidoras de combustível brasileiras, com presença nos 26 Estados e no Distrito Federal.

A sinergia favorável ao eventual novo negócio de metanol verde está, portanto, na capacidade de produção da Inpasa e na capilaridade e logística da Vibra.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes