Haddad encerra agenda pública do dia após encontros com CUT, Abrasel e Shein

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, deixou no início da tarde desta sexta-feira, 26, o gabinete da pasta na Avenida Paulista, em São Paulo, após terminar as três reuniões que estavam previstas na agenda pública pela manhã. Sem compromissos oficiais no restante do dia, o ministro não volta mais nesta sexta ao gabinete da capital paulista, conforme informação de sua assessoria.

O primeiro compromisso de Haddad nesta sexta-feira foi com o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre, numa reunião de meia hora iniciada às 9h30 para tratar da agenda econômica do governo neste ano.

Na sequência, entre 10 horas e 11 horas, o ministro recebeu Paulo Solmucci, presidente da Abrasel, associação que representa bares e restaurantes.

Por fim, a última agenda de Haddad foi com Marcelo Claure, vice-presidente do conselho global da Shein. A terceira reunião também teve a participação do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Josué Gomes da Silva.

A Shein e a Coteminas, empresa de Josué, têm uma parceria que envolve fornecimento à plataforma de comércio eletrônico chinesa por indústrias de confecção atendidas pela companhia brasileira, assim como financiamentos ao grupo.

Em abril do ano passado, a Shein prometeu a Haddad elevar para 85%, em quatro anos, a participação de produtos brasileiros nas vendas no País.

Nesta sexta, o encontro com o ministro teve na pauta os resultados da Shein em 2023. Após a reunião, por volta das 12 horas, Haddad deixou o gabinete sem dar declarações à imprensa.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes