Ministério da Agricultura quer ampliar exportações de carne para União Africana

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, disse que a pasta vai dedicar esforços para expandir o mercado de carnes para a União Africana. A declaração foi feita ontem, 23, durante evento em Vila Bela da Santíssima Trindade, em Mato Grosso, informou o ministério.

Segundo a pasta, a iniciativa partiu de um pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que identificou a oportunidade comercial com a região durante os encontros bilaterais com líderes dos países africanos. Lula viajou neste mês para o continente africano, com compromissos no Egito e na Etiópia.

"O ministro Carlos Fávaro explicou que a abertura de novos mercados gera demanda para exportação de produtos, abre novos negócios e reflete de forma positiva na economia brasileira", disse o ministério em nota divulgada neste sábado, 24.

De acordo com a pasta, somente em 2024, o Brasil já abriu 15 novos mercados. Em 2023, foram 78 aberturas em 39 países, superando os números dos últimos quatro anos. Entre os destaques está a comercialização para as carnes bovina e suína brasileiras para o México e República Dominicana, respectivamente. Também foi aberta a possibilidade de comercialização do algodão brasileiro no Egito e frutos de mamão papaya no Chile, disse o ministério.