Baixo crescimento do Brasil nas últimas décadas se deve a impostos e juros altos, diz Alckmin

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin (PSB), disse nesta quarta-feira, 28, que os juros "escandalosos" e os impostos altos são as causas do baixo crescimento do Brasil nas últimas décadas.

A despeito do ciclo de afrouxamento monetário, Alckmin afirmou que as taxas de juros permanecem altas no País. "Lá fora, o juro real é zero e aqui é de 7%, 8%. Outro [problema] são os impostos, mas a reforma tributária vai ajudar a simplificar a carga tributária e irá desonerar a indústria, investimentos e exportações", disse o vice-presidente, em entrevista à jornalista Miriam Leitão, na GloboNews.

Alckmin também comentou sobre o programa de depreciação "superacelerada" lançado pelo governo, que contará com incentivos de R$ 3,4 bilhões para a indústria em 2024 e em 2025. O vice-presidente ressaltou que o valor consta do Orçamento e que o programa tem o objetivo de driblar dois problemas econômicos: o baixo investimento e a baixa produtividade.