Alckmin: Hoje alcançamos R$ 97,3 bi de investimentos só na indústria automotiva

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, afirmou na noite desta quarta-feira, 6, que, com os recentes anúncios, o volume de investimentos do setor automotivo no Brasil vai chegar a R$ 97,3 bilhões. Só nesta semana, a Stellantis e a Toyota apresentaram seus novos planos de investimento no País, a primeira com R$ 30 bilhões e a segunda com R$ 11 bilhões até 2030.

"Hoje fechamos R$ 97,3 bilhões de investimentos só na indústria automotiva. E com o marco de garantias, teremos o crédito do carro mais barato", disse Alckmin ao participar de evento Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), promovido para a entidade entregar ao ministro série de proposições do setor ao Executivo e Legislativo.

O ministro também aproveitou a cerimônia para voltar a pedir apoio a três propostas de sua pasta no Congresso. Entre elas, a medida provisória que cria o Mover, programa para a indústria automotiva que ajudou a impulsionar os planos de investimento das montadoras.

Alckmin voltou a citar o projeto de lei que prevê a depreciação superacelerada para incentivar a renovação de maquinário pela indústria, além da proposta de criação de uma Letra de Crédito do Desenvolvimento (LCD), objeto de um PL enviado pelo governo ao Congresso no fim do ano passado.

O ministro do Empreendedorismo, Márcio França, também marcou presença no evento e reforçou a pretensão de lançar ainda neste mês um programa de renegociação de dívidas para empresas, que vem chamado de Desenrola da pessoa jurídica.