Fitch aguardará conclusão de reestruturação para reavaliar rating da Casino Guichard

A Fitch informou que pretende reavaliar a Casino Guichard Perrachon após a conclusão da reestruturação da companhia para refletir o rating apropriado para a nova estrutura de capital do emissor. Ao reavaliar a empresa, a agência de análise de risco de crédito disse, em comunicado nesta quinta-feira, que levará em conta os efeitos das economias planejadas de custos, a competitividade da organização mais simplificada e o foco mais forte na qualidade premium e na conveniência no mercado francês.

Na opinião da Fitch Ratings, a aprovação pelo Tribunal Comercial de Paris dos planos de salvaguarda acelerada do Casino Guichard Perrachon e das suas subsidiárias, ocorrido em 26 de fevereiro de 2024, constituiu uma troca de dívidas em dificuldades.

Os planos incluem a reestruturação dos passivos financeiros da empresa, convertendo até 4,9 bilhões de euros de dívida garantida, não garantida e perpétua em capital próprio, levantando cerca de 1,2 bilhão de euros para financiamento das operações.

No entanto, a Fitch só tomará novas medidas de rating quando a reestruturação for concluída, o que está previsto para ocorrer em 27 de março de 2024.

O Casino alienou vários ativos desde o início das discussões com os credores no início de 2023, incluindo as suas participações remanescentes nos varejistas latino-americanos Éxito e Assai. Hoje, a companhia revelou também que não está mais no controle da sociedade com o Grupo Pão de Açúcar (GPA).

O grupo também concordou em vender a maior parte dos seus hipermercados e supermercados Casino franceses. As suas operações continuaram a sofrer com a forte concorrência que corroeu a sua quota no mercado varejista alimentício francês, com o foco da sua gestão em questões relacionadas com a dívida em vez da estratégia de varejo, com a perda de vários gestores durante este período de incerteza, e uma grande queima de caixa, pontuou a Fitch.