Petrobras anuncia na CeraWeek que vai perfurar 2 poços em Tayrona, na Colômbia

A Petrobras vai perfurar dois poços no bloco de Tayrona, na Colômbia, informou nesta terça-feira, 19, o diretor de Exploração e Produção da petroleira, Joelson Mendes, em apresentação na CeraWeek, em Houston, Estados Unidos, maior evento global da indústria de petróleo e gás natural.

Tayrona chegou a ser posto à venda em setembro de 2020 pelo governo Bolsonaro, mas a venda foi suspensa pela nova gestão em maio do ano passado. O ativo é operado pela Petrobras, que tem 44,44% de participação, em parceria com a Ecopetrol.

A expectativa é que se descubra gás natural na região. Em 2022, a Petrobras descobriu gás em águas profundas do poço exploratório Uchuva-1. Ele está a 32 km da costa e a 76 km da cidade de Santa Marta, em uma lâmina d'água de aproximadamente 830 metros.

Tecnologia

O diretor participou do painel "Global Competitiveness of Latin American Upstream", que reuniu representantes da indústria de energia na América Latina. Mendes ressaltou que a companhia voltou a investir na exploração de novas áreas e que as novas tecnologias adotadas permitiram reduzir substancialmente o custo com poços em comparação ao início da exploração do pré-sal, há cerca de 15 anos.

"A história da Petrobras vem da exploração. Não temos histórico de aquisição de áreas. Nós temos programas internos que permitiram aumentar nossas possibilidades de descoberta e reduzir custos em poços", disse o executivo durante a apresentação.

De acordo com o Plano Estratégico da companhia para o período 2024-28, a Petrobras prevê investir US$ 7,5 bilhões na prospecção e exploração de petróleo e gás em áreas como as bacias de Santos, Pelotas e na Margem Equatorial brasileira, entre outras.