BC da Colômbia corta taxa de juros para 12,25% ao ano, em decisão dividida

O Banco Central da Colômbia decidiu cortar a taxa básica de juros em 0,50 ponto porcentual, para 12,25% ao ano, em uma decisão com placar dividido após reunião realizada nesta sexta-feira. No comunicado oficial que acompanhou a decisão, a autoridade monetária informou que cinco diretores votaram a favor do alívio adotado, um deles votou a favor da redução de 0,75 ponto porcentual e um outro defendeu um corte de 1,00 ponto porcentual.

A junta diretiva do BC colombiano apontou que a tendência de desaceleração da inflação ampla continuou em fevereiro, ao mostrar variação anual de 7,7%, acumulando um recuo de 1,5 ponto porcentual nos dois primeiros meses do ano. A inflação, excluindo preços administrados e de alimentos, voltou a desacelerar para 7,3%, em termos anuais, a despeito da maior persistência da inflação do grupo de serviços.

Realizada pelo BC, uma consulta mensal entre os analistas mostrou que, entre dezembro e março, as expectativas de inflação foram reduzidas de uma taxa mediana de 5,7% para 4,7%, e de 3,8% para 3,5% para os horizontes de um e dois anos, respectivamente.

A equipe técnica do BC revisou em baixa a previsão de inflação para o fim de 2024, de 5,9% a 5,4%, e considerou o índice de preços que continuará desacelerando em direção à faixa de mais ou menos 1 ponto porcentual ao redor de 3% até meados de 2025, diz o comunicado.

O comunicado citou ainda que a equipe técnica elevou a projeção de crescimento do PIB da Colômbia para 1,1% em 2024, ante o prognóstico anterior de 0,8%.