Gasto com Saúde sobe 0,54% em junho, impacto de 0,07 p.p. no IPCA, diz IBGE

As famílias brasileiras gastaram 0,54% a mais com Saúde e cuidados pessoais em junho, uma contribuição de 0,07 ponto porcentual para a taxa de 0,21% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no mês, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, 10.

O avanço foi influenciado por um aumento de 1,69% nos perfumes. Houve elevação também de 0,37% nos planos de saúde, em decorrência do reajuste de até 6,91% autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em 4 de junho, com vigência a partir de maio de 2024 e cujo ciclo se encerra em abril de 2025.

"Desse modo, no IPCA de junho foram apropriadas as frações mensais relativas aos meses de maio e junho", informou o IBGE.

Difusão

O índice de difusão do IPCA, que mostra o porcentual de itens com aumentos de preços, passou de 57% em maio para 52% em junho, segundo o IBGE. A difusão de itens alimentícios passou de 60% em maio para 49% em junho. Já a difusão de itens não alimentícios saiu de 56% em maio para 55% em junho.

Deixe seu comentário

Só para assinantes