Bolsas

Câmbio

O que o vírus da gripe tem a ver com os investimentos? Entenda

  • Getty Images

SÃO PAULO – Você acredita que o mercado financeiro pode ser explicado por meio de teorias da biologia? É o que diz Morgan Housel, economista e analista financeiro do The Motley Fool, site de educação financeira. 

Sua teoria se baseia na ideia de que uma única dose da vacina contra a poliomielite pode manter você imune pelo resto da vida, enquanto a vacina contra a gripe exige doses anuais para surtir efeito.

Pelo fato de o vírus da pólio não ter uma mutação constante, o nosso sistema imunológico consegue reconhecê-lo para sempre. Com a Influenza é diferente; ela está sempre se adaptando e virando algo distinto do que era, deixando de ser identificada pelo nosso organismo e dificultando o tratamento.

Como relacionar isso com o mundo dos investimentos? Simples, diz Housel. Muitos investidores lidam com as aplicações como se elas fossem pólio quando deveriam trata-las como gripe.

Em outras palavras, alguns investidores tendem a pensar que só há uma solução, seja ela uma técnica de investimento, uma fórmula ou um padrão a ser frequentemente seguido. O que não é verdade, uma vez que o mercado, além de ser imprevisível, está sempre em movimento.

Dessa forma, se queremos que nossos investimentos tenham sucesso, temos que estar em constante análise, revisando e atualizando as aplicações, de acordo com as mudanças do mercado.

Vamos pensar nos dividendos (parte do lucro paga aos acionistas), por exemplo. Eles são a base dos investimentos. Porém, não é válido estudar o seu passado, já que o modo como as empresas os utilizam já não é mais o mesmo de 40 anos atrás.

Se relacionarmos os dividendos com o vírus da poliomielite, podemos tentar olhar para o passado para entender o que funcionou e aplicar no mercado atual, mas, como já foi dito, os dividendos mudam, assim como o vírus da gripe.

Como driblar esse problema de mudança constante?

Uma das soluções é criar novas estratégias baseando-se nos princípios gerais. Um vírus da gripe mais desenvolvido geneticamente continua sendo um vírus da gripe; algumas partes se modificam e outras permanecem. As técnicas de investimento podem ser iguais.

Outra opção pode ser focar em métodos conceituais dos investimentos, de modo a entender muito bem a essência de como eles funcionam e os pontos que permanecem iguais ao longo do tempo. Pensar no longo prazo é uma alternativa. Manter taxas baixas é outra. Variar as classes de ativos é provavelmente uma possibilidade de maior garantia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos