Bolsas

Câmbio

Valor do aluguel em São Paulo acumula queda de 4,1% em um ano, diz sindicato

  • iStock

SÃO PAULO – O valor médio dos aluguéis residenciais contratados em março na cidade de São Paulo foi 0,9% inferior aos valores negociados em fevereiro, de acordo com pesquisa do Secovi-SP (Sindicato da Habitação). No acumulado de 12 meses, a retração atinge 4,1%.

"Essa queda de 4,1% é a maior já registrada desde que o início do acompanhamento da evolução dos valores médios, em dezembro de 2005", diz Rolando Mifano, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP.

No mesmo período, a inflação medida pelo IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) atingiu 11,6%, segundo o sindicato. O indicador é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

Na análise por dormitório, todas as tipologias viram declínios, sendo o maior deles no preço por imóveis de 3 dormitórios, que caiu 1,6% na média. "O valor médio das residências de 1 quarto caiu 1,0% e das unidades de 2 dormitórios, 0,5%", mostrou a pesquisa enviada à imprensa.

Velocidade de aluguel

Segundo a entidade, o Índice de Velocidade de Locação (IVL), que avalia quanto tempo um contrato demora para ser assinado, indicou período de ocupação de 18 a 46 dias.

"Casas e sobrados foram alugados mais rapidamente no período analisado, em um prazo que variou de 18 a 45 dias. Já os apartamentos foram locados em 24 a 49 dias", indicou o sindicato.

Tipo    

Casa    

Apartamento

1 dormitório

23,8 dias

26,0 dias

2 dormitórios

28,4 dias

33,1 dias

3 dormitórios

50,9 dias

50,7 dias

Geral

30,5 dias

36,2 dias

Crise afeta mercado imobiliário e empresas devolvem imóveis

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos