Bolsas

Câmbio

Pokémon Go

Jogar Pokémon Go no trabalho pode causar demissão por justa causa

  • Divulgação

SÃO PAULO – Desde que o jogo Pokémon Go chegou ao Brasil, na última quarta-feira (3), os brasileiros iniciaram suas buscas pelos monstrinhos em praças, ruas e até no ambiente de trabalho.

Mas as punições para quem não resiste a jogar a sensação do momento no trabalho podem ser duras, chegando até a demissões por justa causa, segundo os advogados Renato Falchet Guaracho, especialista em Direito Eletrônico e Digital, e Rafael Willian Colônia, especialista em e Direito do Trabalho.

Eles alertam que a demissão pode acontecer e está prevista na CLT. "Muitas empresas estão se queixando de funcionários que estão perdendo produtividade, pois estão usando o aplicativo durante o expediente, seja em escritórios, ambientes fabris ou até mesmo na rua, para aqueles que trabalham em funções externas", diz Rafael Colônia. 

"Esses trabalhadores podem ser punidos e, inclusive, demitidos por justa causa. Isso porque a própria CLT prevê que a queda do desempenho do empregado poderá gerar esse tipo de demissão", complementa Colônia.

Segundo os especialistas a empresa, por direito, pode restringir o uso do celular dentro do ambiente de trabalho, se quiser ou por Acordos Coletivos de Trabalho.

"Nos dois casos, se o empregado ignorar a proibição da empresa poderá tomar advertência e até ser demitido por justa causa, em virtude de sua insubordinação", observa Falchet.

10 coisas que você precisa saber para começar a jogar "Pokémon GO"

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos