PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Cteep passa a ter 100% das receitas de transmissoras de energia do Madeira

27/09/2019 12h57

A Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Isa Cteep) informou na noite de ontem que a Interligação Elétrica do Madeira (IE Madeira), sua subsidiária na qual detém 51% de participação em sociedade com Furnas (24,5%) e Chesf (24,5%), obteve do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o termo de liberação definitivo das instalações que compõem as estações conversoras do bipolo 2 do Complexo do Madeira, completando assim o projeto IE Madeira.

Com isso, as ações da Cteep operavam com queda de 0,21% a R$ 24,29, com Eletrobras (SA:ELET3) cedendo 1,10% a R$ 39,49, por volta das 10h55.

Já a Eletronorte, da Eletrobras (SA:ELET3), detém 100% de participação nas estações conversoras do Bipolo 1.

A IE Madeira possui duas concessões, sendo a linha de transmissão do bipolo 1, de Porto Velho a Araraquara, com 2.385 km, em operação comercial plena desde 2013; e das as estações conversoras do bipolo 2, na subestação Araraquara 2 e na subestação Coletora Porto Velho, em operação comercial desde 2015.

Com a obtenção do TLD, o Contrato de Concessão passa a operar sem Pendências Não Impeditivas Própria se a ter o direito de receber 100% da Receita Anual Permitida (RAP)

A emissão da TLD encerra frustração de receita equivalente a cerca de 70,7 milhões reais por ano, disse a Eletrobras (SA:ELET3), considerando a proporção da participação acionária de suas subsidiárias na IE Madeira (por equivalência patrimonial) e a participação integral da Eletronorte nas estações conversoras do Bipolo 1.