PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Cogna confirma estudos para realizar IPO nos Estados Unidos

22/11/2019 09h25

A Cogna (SA:COGN3), antiga Kroton, divulgou fato relevante na manhã desta sexta-feira confirmando que considera realizar eventual oferta pública de distribuição de ações nos Estados Unidos de sua subsidiária Vasta, que concentrará determinadas operações de soluções de ensino em educação e que está tomando as medidas necessárias para viabilizar a operação.

As ações da companhia fecharam a sessão de ontem com alta de 2,93% a R$ 10,55, depois de avançar mais de 5%.

Para isso, a companhia informou que contratou assessores financeiros, bem como outros prestadores de serviços para assessorá-la na preparação, análise e determinação dos termos e condições para eventual oferta.

A Cogna informa ainda que estão sendo realizados atos preparatórios para a reorganização societária que pretende segregar os negócios para uma única holding controlada pela companhia. Tal holding será o veículo da oferta, caso seja lançada.

A companhia destaca que é necessário reiterar que a efetiva realização da oferta e a definição sobre seu volume estão sujeitas, dentre outros fatores, à deliberação final da administração, obtenção das aprovações societárias competentes, às condições políticas e macroeconômica favoráveis e ao interesse de investidores e demais fatores alheios à vontade da companhia e da holding. Caso seja lançada, a oferta será conduzida em conformidade com a legislação e regulamentação aplicáveis.

Ontem, o site Brazil Journal, citando fontes com conhecimento do assunto, informou que Cogna, contratou um sindicato de bancos para liderar o IPO da VASTA, seu negócio de sistemas de ensino e serviços para escolas de educação básica. A ideia é fazer uma oferta inicial de ações nos Estados Unidos no primeiro trimestre no próximo ano.

De acordo com a reportagem, as conversas sobre valuation ainda são muito preliminares, mas a Cogna quer que a VASTA negocie a um prêmio sobre a Arco Educação, que negocie a um prêmio sobre a Arco Educação, que negocia a 24-25 vezes Ebitda, o que daria à empresa um valuation hipotético mínimo de cerca de 8 bilhões de reais.