PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Cielo lidera perdas do Ibovespa com Rede ampliando benefícios de clientes

16/12/2019 15h21

Na parte da tarde desta segunda-feira, as ações da Cielo (SA:CIEL3) operam com forte queda depois de a Rede, empresa de meios de pagamento do Itaú Unibanco (SA:ITUB4), anunciar que todo os clientes da empresa com faturamento de até R$ 30 milhões por ano passam a ser elegíveis ao recebimento do valor das suas vendas com cartão de crédito à vista em dois dias úteis, sem taxa de antecipação, independentemente do banco.

Desta forma, por volta das 15 horas, os ativos da companhia cediam 3,99% a R$ 8,43.

Desde maio, tal política já contemplava clientes com conta no Itaú (SA:ITUB4) ou no Tribanco e agora é aplicável a clientes com domicílio bancário em qualquer instituição financeira do Brasil.

"Com essa medida, também nos antecipamos e reforçamos o alinhamento à proposta do Banco Central de implantar um sistema de pagamentos instantâneos no Brasil mais robusto e com prazos de liquidação cada vez mais curtos", afirmou o presidente da Rede, Marcos Magalhães, em nota.

Para ter acesso a essa política comercial, os clientes devem entrar no site da Rede a partir desta segunda-feira e optar pela condição de recebimento em dois dias úteis do crédito à vista. Para os clientes que já têm a opção de recebimento desta modalidade em dois dias úteis, a condição será automaticamente aplicada.

A medida é uma resposta à decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de considerar anti-competitiva a antecipação em dois dias úteis somente aos clientes com conta correntes no banco Itaú (SA:ITUB4). Além disso, o Cade ordenou a suspensão da antecipação dos recebíveis.