Grupo internacional apoia esforços globais para encerrar uso de mercúrio dentário

International Academy of Oral Medicine and Toxicology

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

CHAMPIONSGATE, Florida, 15 de dezembro de 2016 /PRNewswire/ -- Na semana passada, três instituições europeias (o Parlamento Europeu, a Comissão Europeia e o Concílio da União Europeia) chegaram a um acordo provisional para banir as obturações de amálgama dentária para crianças abaixo de 15 anos e mulheres grávidas e lactantes até 1o. de julho de 2018. Essas ações na Europa estão sendo apoiadas pela Academia Internacional de Medicinal Oral e Toxilogia (IAOMT, International Academy of Oral Medicine and Toxicology), um grupo sem fins lucrativos que encoraja esforços mundiais para encerrar o mercúrio dental.

"O mercúrio é tóxico, e seu uso em obturações dentárias de cor prata tem sido ligado a danos ambientais, bem como riscos mais elevados de Alzheimer, esclerose múltipla, infertilidade, ansiedade, depressão, fadiga e muitas outras condições de saúde adversas. Alternativas viáveis a essas obturações existem há décadas. É crucial que todo o mundo siga os passos da Europa e tome medidas para restringir o mercúrio dental, e o que seria ainda mais eficiente, encerrar completamente seu uso", explicou o Dr. Tammy DeGregorio, presidente do IAOMT.

O IAOMT coletou centenas de estudos de pesquisa sobre os riscos à saúde e ao meio ambiente advindos do mercúrio dental, e tem usado essa literatura científica para criar recursos para dentistas, médicos, legisladores e o público.

O mercúrio na obturação dentária ainda é usado em aproximadamente 45% dos pacientes dentários em todo o mundo, incluindo os EUA, e centenas de milhões de pessoas possuem essas obturações contendo mercúrio em suas bocas. Muitos pacientes não estão cientes de que suas obturações prateadas são compostas 50% de mercúrio, e os pacientes também ficam chocados ao descobrirem que esse mercúrio pode prejudicar o meio ambiente, bem como possivelmente criar riscos à saúde para pacientes dentários e seus fetos, além de crianças em idade de amamentação.

Alguns clientes têm suas obturações de mercúrio removidas devido a uma falha em algum dispositivo, razões médicas ou preferências pessoais. No entanto, a remoção das obturações de amálgama sem medidas de segurança pode resultar em uma ameaça ao meio ambiente, pacientes dentários, dentistas e outros devido às liberações de mercúrio. Por esse motivo, o IAOMT desenvolveu uma Técnica Segura de Remoção de Amálgama de Mercúrio (SMART, Safe Mercury Amalgam Removal Technique) que utiliza separadores de amálgama dentária, irrigação com água, sucção de alto volume, máscaras para filtragem de mercúrio e outras medidas rigorosas de segurança.

O IAOMT também criou A Escolha SMART " para explicar o que é o protocolo SMART, por que ele é importante, e como os pacientes podem encontrar dentistas com treinamento em SMART. A campanha de base encoraja a comunicação entre pacientes e dentistas sobre a remoção segura de obturações de amálgama de mercúrio.

Contato: Jack Kall, DMD, presidente do conselho diretivo do IAOMT, info@iaomt.org

Amanda Just, diretora do programa no IAOMT, amanda.just@iaomt.org

Fone: (863) 420-6373; Site: www.iaomt.org

Foto - http://mma.prnewswire.com/media/448596/IAOMT_Mercury_Filling_pt.jpg

FONTE International Academy of Oral Medicine and Toxicology

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos