Bolsas

Câmbio

Pesquisa do Instituto Lado a Lado Pela Vida aponta caminhos para melhorar a saúde do homem

Instituto Lado a Lado Pela Vida

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PAULO, 11 de julho de 2017 /PRNewswire/ -- Quem cuida mais da saúde, casados ou solteiros? Os homens com renda mais alta ou mais baixa são mais estressados? Quanto o desequilíbrio financeiro e o fato de ter ou não plano privado afeta os cuidados com a saúde?

Para responder essas e outras perguntas o Instituto Lado a Lado pela Vida, criador e realizador da maior campanha nacional de saúde do homem, o Novembro Azul, encomendou uma pesquisa sobre o tema para a Kaiser Associates.

Dia 15 de julho é o Dia do Homem. Com o objetivo de conscientizar a população masculina, o Instituto Lado a Lado traz novos dados que ajudam a entender o comportamento do homem frente à saúde.

Recado do Zico

A campanha do Dia do Homem tem, em vídeo, um recado do treinador e ex-jogador de futebol, Zico, que alerta sobre a importância de o homem cuidar da saúde. Parceiro do Instituto Lado a Lado nas campanhas de alerta à saúde masculina, Zico fala de como o homem morre mais cedo que as mulheres e da importância de se cuidar para mudar esse cenário.

Pesquisa

A pesquisa permite não apenas compreender melhor a relação do homem com os cuidados da saúde, mas buscar caminhos para aumentar a conscientização sobre se cuidar, uma das missões da entidade.

No quesito Saúde Emocional, a pesquisa indica que homens solteiros se consideram mais estressados do que casados e quem tem mais renda se considera mais estressado.

Confirma a ideia que se tem do desequilíbrio que existe nos cuidados, prevenção e ida ao médico conforme a situação financeira. O diferencial está em quantificar essa diferença, permitindo ter uma ideia mais exata desse desequilíbrio.

Os resultados demonstram também em números quanto os homens casados cuidam mais da saúde que os solteiros.

A evolução do acesso à informação também está registrada em números, mostrando que se antigamente após o médico a família era a primeira fonte de consulta de informações, agora a busca vai para a internet.

A pesquisa tem números de prevenção de acordo com faixa etária, estado civil e ocupação.

Formato da pesquisa

Realizada com 1.132 homens a partir dos 18 anos, em vários estados do País, em novembro de 2016.

www.ladoaladopelavida.org.br  

Contato:

11 5096-0439

FONTE Instituto Lado a Lado Pela Vida

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos