Carlinhos Brown pausa show para alertar sobre doença genética em ação da Academia Brasileira de Neurologia

Pfizer

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PAULO, 17 de novembro de 2017 /PRNewswire/ -- Ao som do Timbal de Carlinhos Brown é difícil ficar parado. Mas esse será o desafio dos fãs soteropolitanos do cantor durante a festa Club du Timball, marcada para o dia 19 de novembro, em Salvador (BA). Entre uma canção e outra, o artista vai convidar o público a fazer uma pausa no show em nome de uma doença genética pouco conhecida que afeta milhares de brasileiros, a polineuropatia amiloidótica familiar (PAF), ou paramiloidose.

Progressiva e irreversível, a PAF é mais comum em descendentes de portugueses e costuma se manifestar entre os 30 e os 40 anos, podendo pausar a vida do paciente.  Nesse contexto, a ideia de interromper brevemente o show é uma forma de fazer referência à doença e chamar a atenção do público para essa importante causa.

À frente de um amplo trabalho social, voltado especialmente para crianças e idosos, Carlinhos Brown não hesitou em apoiar a ação quando foi apresentado à doença. "A importância social de um artista vai muito além de sua obra, é preciso estar atento às demandas da sociedade. Por isso, ter a oportunidade de divulgar informações sobre saúde, algo que pode ajudar a salvar vidas, é muito gratificante, principalmente quando estamos falando de uma doença tão impactante como a PAF", afirma o cantor.

Além de Carlinhos Brown, outros artistas de destaque no Brasil já aderiram ao movimento. Esse foi o caso da cantora Pabllo Vittar, que fez uma paradinha em nome da doença na estreia da "Festa da Pabllo", em Minas Gerais. A campanha também contou com a adesão de Daniela Mercury e da Banda EVA, que mobilizaram milhares de foliões no carnaval em São Paulo.

O engajamento dos artistas faz parte da segunda fase da campanha #PAUSANAPAF, lançada em 2016. Idealizada pela Academia Brasileira de Neurologia (ABN), com apoio da Pfizer, a iniciativa tem o objetivo de mudar o cenário de desinformação que envolve a doença e incentivar o diagnóstico precoce dos pacientes. Os primeiros passos nesse caminho foram dados já no ano passado, quando a campanha recebeu o apoio de dezenas de craques do futebol, de diferentes times, e contou com o pentacampeão Cafu como embaixador voluntário.

FONTE Pfizer

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos