Bolsas

Câmbio

Brasil mantém excelência em odontologia na edição mais recente do QS subject rankings

QS Quacquarelli Symonds

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

QS World University Rankings by Subject 2018

Participe da conversa com a hashtag #QSWUR

LONDRES, 28 de fevereiro de 2018 /PRNewswire/ -- Um novo estudo revelou que instituições de educação superior brasileiras continuam a se destacar pela qualidade de seus departamentos de Odontologia. A edição de 2018 do QS World University Rankings by Subject , anunciado hoje pela QS Quacquarelli Symonds, analistas de ensino superior global, inclui três universidades brasileiras no top 50 de seu ranking na área de Odontologia. O estudo foi desenvolvido com o objetivo de ser um recursos para estudantes, pais, conselheiros de carreira e profissionais da área de educação. Os leitores poderão encontrar dados sobre a performance de unviersidades de todo o mundo em 48 diferentes áreas.

Os departamentos de Odontologia brasileiros que se encontram no top-50, são:

  • Universidade de São Paulo (USP) (subindo da 18ª posição para a 15ª);
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) (31ª);
  • Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (37ª).

Três décadas de desenvolvimento constante da produção acadêmica na área de Odontologia, levaram com que as três instituições conseguissem notas acima de 85/100 no quesito Citações por Artigo – indicador utilizado pela QS para medir a qualidade das pesquisas. Esse resultado é significativamente superior à media observada no Brasil no mesmo indicador, que permanece estável em 69.15/100.

No entanto, existem sinais de que as universidades brasileiras estão perdendo sua superioridade na área. Em 2016, USP, Unicamp e a Universidade Estadual Paulista, ficaram na 9ª, 20ª e 25ª posições, respectivamente.

Outros destaques:

  • O Brasil possui 13 departamentos entre os top 50 nas 48 áreas analisadas. No entanto, são dois departamentos a menos do que foi registrado em 2017;
  • 10 desses 13 departamentos são da USP, que continua a instituição brasileira mais dominante;
  • Isso significa que o Brazil não é mais o líder na América Latina com relação ao número de departamentos no top 50. O país agora possui o mesmo número que o México e um a mais do que o Chile (12);
  • Universidades brasileiras também têm apresentando uma queda no número de departamentos no top 100. Em 2017, os departamentos das universidades brasileiras ficaram entre os 100 melhores 60 vezes, entre as 46 diferentes áreas analisadas. Esse ano, ficaram entre os 100 melhores 47 vezes nas 48 áreas analisadas;
  • As áreas de maior força para o Brasil são Agricultura e Silvicultura (16 universidades ranqueadas), Medicina (15 universidades ranqueadas) e Ciência da Computação (10 universidades ranqueadas);
  • No total, as universidades brasileiras aparecem 211 vezes nos rankings e estão presentes em 43 das 48 áreas analisadas.

 

QS World University Rankings by Subject 2018: Brazilian Top-50 Departments

Subject

2017

2018

Institution

Anthropology

42

46

Universidade de São Paulo (USP)

Anthropology

49

50=

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Architecture / Built Environment

35

28

Universidade de São Paulo (USP)

Art & Design

42=

31=

Universidade de São Paulo (USP)

Modern Languages

51-100

42=

Universidade de São Paulo (USP)

Engineering - Mineral & Mining

25

33

Universidade de São Paulo (USP)

Agriculture & Forestry

35=

36

Universidade de São Paulo (USP)

Dentistry

18

15=

Universidade de São Paulo (USP)

Dentistry

27

31

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Dentistry

33=

37

Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Veterinary Science

38

47

Universidade de São Paulo (USP)

Law

50=

50

Universidade de São Paulo (USP)

Sports-related Subjects

31=

20

Universidade de São Paulo (USP)

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2018          http://www.TopUniversities.com/

Também existem evidências de que os departamentos brasileiros de Engenharia estão tendo dificuldade para acompanhar aqueles de outras partes do mundo. A QS ranqueia universidades em cinco diferentes disciplinas da Engenharia: Engenharia Química, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Engenharia Mineral.

Instituições brasileiras aparecem 27 vezes nas cinco disciplinas, mas em apenas um desse casos houve uma melhora na posição ocupada pela instituição: a Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro, passou da posição 301-350 para 251-300.

Destaques Globais

  • A Universidade de Harvard continua a líder global, aparecendo na primeira colocação do ranking para 14 áreas de estudo. O Massachusetts Institute of Technology (MIT) aparece em segundo lugar com 12 áreas;
  • A única outra instituição que tomou e primeira posição mais de uma vez é a Universidade de Oxford, que ficou em primeiro lugar em 4 áreas;
  • No total, instituições asiáticas ficaram no top 10 trinta vezes, e doze dessas posições foram alcançadas por universidades de Singapura;
  • Universidades do Reino Unido mantem-se resilitentes mesmo com a iminência do Brexit e aparecem na primeira colocação dez vezes.
  • A QS adicionou dois novos rankings por área ao seu potfolio esse ano: Antiguidade Clássica e Biblioteconomia & Gestão da Informação.

QS World University Rankings by Subject 2018: Most Top-10 Ranks (Global)

Institution

Country

Number of Top-10 Places

University of Cambridge

United Kingdom

37

University of Oxford

United Kingdom

35

University of California, Berkeley

United States

34

Harvard University

United States

34

Stanford University

United States

32

Massachusetts Institute of Technology (MIT)

United States

24

University of California, Los Angeles (UCLA)

United States

14

London School of Economics (LSE)

United Kingdom

13

National University of Singapore

Singapore

11

Yale University

United States

11

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2018          http://www.TopUniversities.com/

A QS também divulgou recentemente o QS World University Rankings by Faculty. Esse ranking avalia a performance das universidades em cinco áreas mais ampla: Artes & Humanidades, Engenharia & Tecnologia, Ciências Biológicas & Medicina, Ciências Naturais e Ciências Sociais & Administração. A universidade brasileira com a melhor posição nesse ranking é a Universidade de São Paulo que ficou em 79º lugar na área de Artes & Humanidades.

Os dados bibliométricos são fornecidos pela Scopus/Elsevier , maior base de dados de citações e resumo de literatura revisada por pares: revistas científicas, livros e conferências. A versão complete do QS World University Rankings by Subject pode ser acessada aqui . A Metodologia complete pode ser vista  aqui .

Logo - http://photos.prnewswire.com/prnh/20130909/638188

FONTE QS Quacquarelli Symonds

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos