IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Confira dez passos essenciais para transformar seu negócio em franquia

Isabela Ferreira Alves

Do UOL, em São Paulo

2012-02-28T08:00:00

28/02/2012 08h00

 

Para multiplicar o modelo do seu negócio de sucesso e transformá-lo em uma franquia, é preciso muito planejamento e cuidado. A vice-presidente da ABF (Associação Brasileira de Franquias) Maria Cristina Franco elencou dez passos essenciais que precisam ser tomados antes da oferta de franquias. O mercado é promissor, segundo ela. Mesmo com a ameaça dos efeitos da crise na Europa, a expectativa da ABF é de crescimento, em torno de 15%, do sistema de franchising no Brasil em 2011, se comparado ao ano anterior.

Saiba quais são os principais passos para transformar seu negócio em franquia

1. Propriedade da marcaPara se tornar um franqueador, é preciso primeiro ter os direitos sobre o nome a ser usado. Cheque antes no Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) se a marca está liberada para registro
2. Reserva de caixa para iniciar o processoPara negócios de pequeno porte é preciso, no mínimo, R$ 300 mil. Esse recurso será usado apenas para dar o pontapé no processo – estudos, formatação e assessoria jurídica
3. Definição das taxasO investimento inicial do franqueador e todas as taxas devem estar claros. Calcule a taxa da franquia, que remunera pelo uso de sua marca, de propaganda, de royalties e de manutenção
4. Manual administrativo financeiroEle deixa claro, por meio de planilhas, qual a lucratividade do negócio e qual tempo previsto para se reaver o capital investido na franquia. O estudo deve conter os dados de operação da matriz – capital social, faturamento, custos fixos e variáveis, lucro líquido e outros – por, pelo menos, 12 meses
5. Manual de uso de marcaO documento zela pelo bem mais precioso da relação de franquia. Deve expor, em detalhes, tudo aquilo que é permitido e o que é proibido ao franqueador ao usar a marca
6. Modelos de treinamentoO franqueador precisa definir como o franqueado deve treinar sua equipe para manter o mesmo padrão de atendimento em todas as lojas. As capacitações devem ser organizadas em manuais
7. Estruturar a loja pilotoA matriz deve servir de exemplo de aplicação de todos os padrões a serem usados nas franquias. Franqueados e interessados devem poder visitar essa loja para tirar dúvidas sobre layout e as formas de se usar a marca
8. Estratégia de venda de franquiaO franqueador deve estudar qual a melhor tática para ofertar unidades. Ele pode optar por firmar contratos em todo o país, somente nas cidades do entorno da matriz ou apenas no estado onde já atua
9. Elaboração da circular de ofertaEssa fase é fundamental. Trata-se do documento com todos os direitos e deveres das partes, bem como quatro instrumentos jurídicos: licença de uso da marca, transferência de tecnologia e know-how, fornecimento e prestação de serviços. Deve ser feito por um advogado especialista no ramo
10. RelacionamentoDesde o primeiro momento, o empresário deve ter em mente que se tornar um franqueador implica em estabelecer um vínculo muito próximo com um novo parceiro por prazos longos, que variam de 3 a até 10 anos. Por isso é necessário que a parceria seja a mais produtiva e cortês possível

 

Mais Economia