IPCA
0.13 Mai.2019
Topo

Caixa corta juros para financiar imóvel acima de R$ 500 mil

Do UOL, em São Paulo

2013-01-15T11:59:43

2013-01-17T13:06:36

15/01/2013 11h59Atualizada em 17/01/2013 13h06

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira (15) que reduziu suas taxas de juros para a compra de imóveis acima de R$ 500 mil. A medida entra em vigor imediatamente.

Para clientes que têm relacionamento e conta salário na Caixa, as taxas serão reduzidas de 8,9% para 8,4% ao ano. Para os demais, a taxa diminui de 9,9% para 9,4% ao ano.

Para servidores públicos, as taxas de juros podem chegar a 8,3% ao ano, informou o banco estatal. Ainda segundo a Caixa, a economia para um financiamento de R$ 600 mil, por exemplo, poderá ficar em torno de R$ 43,3 mil, em 30 anos.

A maior fornecedora de financiamento imobiliário do país, com cerca de dois terços desse mercado, atribuiu a decisão à crescente demanda do público de média e alta renda.

Com a medida, a Caixa aproxima as taxas para financiamento de imóveis mais caros daquelas oferecidas para compra de casas de valor até R$ 500 mil, teto para uso dos recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), mais baratos.

O banco estatal, no entanto, manteve as operações acima desse faixa fora do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que permite ao tomador usar o FGTS para a compra do imóvel.

Pelos dados da instituição, em dezembro de 2012, a Caixa alcançou volume de R$ 101 bilhões em contratações de crédito imobiliário, recorde no financiamento para casa própria e 33,8% acima do verificado em 2011.

Segmentos da indústria imobiliária, como bancos e construtoras, vinham pedindo que o governo elevasse o valor máximo dos imóveis que pudessem ser comprados com uso do FGTS.

O governo tem tomado várias medidas para estimular a economia diante da crise econômica global, com redução de impostos e juros. Os bancos públicos, como a Caixa, têm sido usados para forçar outras instituições a fazerem o mesmo.

(Com informações da Reuters e Valor)

Mais Economia