IPCA
0.13 Mai.2019
Topo

Eike transfere museu ao governo de MG para economizar R$ 1,8 mi por ano

Carlos Eduardo Cherem
Governo de MG negocia com mineradora para assumir Museu das Minas e do Metal Imagem: Carlos Eduardo Cherem

Carlos Eduardo Cherem

Do UOL, em Belo Horizonte

2013-10-09T06:00:00

09/10/2013 06h00

O Instituto EBX, divisão de investimentos socioculturais do grupo comandado por Eike Batista,  anunciou nesta terça-feira (8) que vai suspender o repasse de R$ 1,8 milhão por ano para o Museu das Minas e do Metal, que mantém na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.

O museu e seu acervo serão transferidos para o governo de Minas Gerais, num repasse estimado em R$ 30 milhões.

Depois de ter sido o homem mais rico do Brasil e o 7º mais rico do mundo, com uma fortuna de quase US$ 35 bilhões, Eike agora enfrenta falta de capital, acúmulo de dívidas e a desconfiança dos investidores, o que o obriga a desmantelar seu conglomerado EBX.

A transferência do Instituto EBX para o governo de Minas inclui capital intelectual de concepção e estratégia do espaço, inclusive nome e marca, know-how de operação e logística do museu, equipamentos, mobiliário, tecnologias e plataformas de web.

O espaço foi inaugurado em 2010, após dois anos de reformas e adaptação do prédio histórico, que antes sediava a Secretaria de Educação de Minas Gerais.

“Estamos muito felizes de poder contribuir com o desenvolvimento do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, onde o MMM está localizado, entregando um equipamento de cultura totalmente completo e acessível não só ao público de Belo Horizonte, mas também de todo país. Além disso, o MMM atrai muitos visitantes estrangeiros, contribuindo para o turismo do Estado”, informou o instituto, em nota.

Governo mineiro negocia parceria com mineradora

O governo mineiro está em negociação com um novo parceiro, uma empresa do segmento de mineração, para assumir o espaço, segundo a gerente do Circuito Cultural Praça da Liberdade, Cristiana Kumaira.

“A perspectiva é de que o museu comece dezembro sob nova chancela. Até a transição, o governo de Minas Gerais garante a manutenção e pleno funcionamento do espaço”, afirmou.

Antiga sede do governo abriga espaços culturais

O Museu das Minas e do Metal foi o segundo aberto no Circuito Cultural Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, após a transferência da sede do governo mineiro do entorno da praça para o novo Centro Administrativo Estadual, na região leste da capital mineira.  Adaptados, os antigos prédios do palácio de governo e das secretarias abriram suas portas e passaram a abrigar museus.

Ao todo, são nove espaços: Arquivo Público Mineiro, Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, Centro Cultural Banco do Brasil, Centro de Arte Popular Cemig, Espaço do Conhecimento UFMG, Memorial Minas Gerais Vale, Museu das Minas e do Metal, Museu Mineiro e Palácio da Liberdade.

Os museus são administrados por empresas privadas, que realizam investimentos na recuperação do patrimônio e na manutenção dos prédios. 

Mais Economia