Bolsas

Câmbio

Latam terá voos para Oriente Médio e Ásia com venda de 10% para Qatar

Armando Pereira Filho

Do UOL, em São Paulo

A compra de 10% da Latam (fusão de LAN e TAM) pela Qatar Airways representa uma importante entrada de dinheiro num momento de crise no Brasil e amplia os destinos da Latam para Oriente Médio e Ásia. A avaliação é da presidente da Latam, Claudia Sender, em entrevista exclusiva ao UOL.

O anúncio do negócio foi feito nesta terça-feira (12). A Qatar vai investir US$ 613,1 milhões para ter até 10% da Latam.

"É um aporte de capital muito bem-vindo, num momento em que toda a nossa região passa por uma turbulência grande, principalmente o Brasil, e os desafios de captação de caixa são bastante significativos. O principal é o impacto financeiro, de uma entrada de caixa de mais de US$ 600 milhões", diz Claudia Sender.

Outro ponto importante é a ampliação dos voos da empresa. "Vamos ter acesso a uma rede de destinos tanto para o Oriente Médio quanto para a Ásia bastante relevante. Mas ainda não conversamos em detalhe", afirma.

Claudia Sender informa que o aporte é um aumento de capital e nenhum acionista atual saiu da empresa.

"Eles entram pagando um premium relevante em cima da nossa ação, o que mostra o quanto acreditam no projeto da companhia. Eles não querem mudar a companhia. Para nós, ter um player de nível mundial, de primeiro nível, é uma honra."

Conheça as melhores empresas aéreas do mundo em
 
 
2016
Veja Álbum de fotos

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos