Setor de serviços tem pior resultado para junho desde 2012, aponta IBGE

Do UOL, em São Paulo

  • Bruno Poletti/UOL

O setor de serviços do Brasil encolheu em junho sobre o mesmo mês do ano anterior e teve o pior desempenho para o mês na série iniciada em 2012.

As empresas de serviços faturaram 3,4% a menos, descontando o efeito da inflação. Em relação a maio, a queda foi de 0,5%. 

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com esses resultados, a queda acumulada no primeiro semestre chegou a 4,9%, assim como o resultado acumulado nos últimos 12 meses. 

O setor inclui, por exemplo, salões de beleza, imobiliárias, oficinas mecânicas, escritórios de advocacia, agências de turismo, companhias aéreas e hotéis, entre outros. 

Atividades 

Segundo o IBGE, apresentaram quedas os segmentos de serviços prestados às famílias (-0,5%), serviços profissionais, administrativos e complementares (-0,4%) e outros serviços (-1,5%).

Na ponta oposta, houve crescimento nos segmentos de serviços de informação e comunicação (0,2%) e transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (0,1%).

Segundo o IBGE, o agregado especial das atividades turísticas recuou 0,6% em junho, em comparação ao mês imediatamente anterior.

(Com Reuters)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos