Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta terça, 23 de agosto

Andre Medeiros

Do UOL, em São Paulo

Mercado em alta

A Bovespa voltou a fechar em alta depois de três quedas consecutivas. A Bolsa subiu 0,41% hoje, para 58.020,04 pontos, puxada pelo bom desempenho das ações da Vale, da Petrobras e do Banco do Brasil.

No mercado de câmbio, o dólar subiu 1%, depois de duas baixas seguidas. A moeda americana está cotada em R$ 3,234. Apesar da alta no dia, o dólar ainda acumula perda de 0,29% no mês.

Leia mais

 

O fantasma da previdência

Uma pesquisa feita pela Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi) mostrou que 62% dos entrevistados acreditam que possíveis mudanças na Previdência Social podem dificultar o pedido de aposentadoria no Brasil.

Dos entrevistados que têm conhecimento sobre as discussões de mudanças na previdência, 45% sabem que a idade para a aposentadoria pode aumentar. A pesquisa foi feita com 1.500 pessoas, de todas as classes sociais.

Leia mais

 

Estímulo ao empreendedorismo

O governo federal espera anunciar até o fim de setembro um pacote de crédito voltado para as famílias atendidas pelo programa Bolsa Família. Um fundo de aval deve ser criado com recursos da União para garantir os empréstimos, que vão ser concedidos pelos bancos.

De acordo com o presidente em exercício, Michel Temer, o crédito vai ser voltado para compra de equipamentos e ferramentas que permitam ampliar a renda das famílias e estimular o empreendedorismo.

Leia mais

 

Táxi mais barato?

Taxistas de São Paulo poderão decidir, a partir de amanhã, se cobram ou não o adicional de 30% da bandeira dois nos serviços prestados entre 20h e 6h dos dias úteis ou em qualquer hora de domingos e feriados.

Essa é uma das principais alterações da gestão do prefeito Haddad nas regras para tarifas do serviço de táxi na cidade. É importante que o cliente acerte com o taxista, antes da viagem, se o motorista vai usar ou não a bandeira 2.

Leia mais

 

Contas ainda no vermelho

Depois de junho, as contas externas do Brasil apresentaram mais um deficit em julho, agora de US$ 4,050 bilhões. As informações foram divulgadas hoje pelo Banco Central.

O rombo no mês passado ainda é menor do que o registrado em julho de 2015, de US$ 5,684 bilhões. No acumulado do ano, o deficit é de US$ 12,5 bilhões, também menor do que nos sete primeiros meses de 2015, quando foi de US$ 43,5 bilhões.

Leia mais

 

Agenda

Amanhã o Banco Central divulga a prévia da inflação para o mês de agosto (IPCA-15).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos