Bolsas

Câmbio

Operação Carne Fraca

Hong Kong reabre mercado para carnes brasileiras, diz ministério

Do UOL, em São Paulo

  • Vinicius Boreki/UOL

Hong Kong suspendeu o embargo às importações de carnes do Brasil, informou o Ministério da Agricultura brasileiro nesta terça-feira (28). O Brasil ainda mantém a proibição para exportação das 21 unidades de produção que estão sendo investigadas pela Operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

"Com essa medida, todos os grandes mercados para exportações de carnes brasileiras encontram-se novamente reabertos", informou o governo em nota.

O Centro de Segurança Alimentar de Hong Kong afirmou que liberou as importações brasileiras de carnes após informações das autoridades brasileiras esclarecendo o caso, de acordo com uma declaração em seu site.

No sábado (25), China, Egito e Chile também decidiram retomar as importações de carne brasileira. Juntamente com a China, Hong Kong comprou quase um terço dos US$ 14 bilhões em exportações de carnes realizadas pelo Brasil no ano passado.

Os países haviam divulgado restrições após as denúncias da PF sobre supostas propinas pagas para venda de produtos sem inspeção. No domingo (26), a Suíça ampliou a proibição de importação de carne de quatro para 21 unidades processamento brasileiras, como parte de medidas de segurança em toda a Europa, disseram autoridades suíças.

Confiança 

O ministro da Agricultura do Brasil, Blairo Maggi, disse na véspera que as investigações não encontraram produtos que podem causar mal à saúde, mas admitiu que o país sofrerá para recuperar a confiança do mercado internacional.

O comissário de Saúde e Alimentos da União Europeia, Vytenis Andriukaitis, disse durante visita ao Brasil que está feliz com os esclarecimentos que o Brasil tem dado.

"Eu espero que as autoridades brasileiras implementem ações corretivas para restaurar a credibilidade de seus controles oficiais o mais rápido o possível", disse Andriukaitis a repórteres nesta terça. A União Europeia manteve uma suspensão parcial, envolvendo produtos das 21 plantas sob investigação.

Nos Estados Unidos, a pressão está sobre o governo federal para que ele se junte a outros países no bloqueio às importações de carne bovina in natura do Brasil. O país só teve acesso a este mercado nos EUA no ano passado, representando um importante selo de aprovação perante outros importadores.

Carne estragada

A operação da Polícia Federal revelou um esquema de pagamento de propina a fiscais agropecuários para liberar carnes adulteradas sem fiscalização.

Segundo a PF, as empresas teriam usado substâncias para 'mascarar' a aparência de carnes podres, utilizado carne estragada e papelão na composição de salsichas e linguiças, cometido irregularidades na rotulagem e na refrigeração das peças e usado em frangos mais água que o permitido em frangos. 

O Brasil determinou o fechamento temporário de seis das 21 plantas que estão sob investigação da polícia e autoridades sanitárias. As outras 15 plantas não estão autorizadas a exportar, embora possam produzir para o mercado doméstico.

(Com Reuters)

Saiba como escolher uma carne livre de riscos à saúde

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos