Bolsas

Câmbio

Juros

Servidor federal e aposentados poderão fazer empréstimo com juro mais baixo

Do UOL, em São Paulo

O governo reduziu o limite máximo dos juros cobrado nos empréstimos consignados para servidores públicos federais, de 2,20% para 2,05% ao mês. Este é o segundo corte feito neste ano. Em março, o limite havia sido reduzido de 2,50% para 2,20% ao mês.

Para aposentados e pensionistas do INSS, foi aprovada uma redução do limite máximo dos juros, de 2,14% para 2,08% ao mês.

A medida foi anunciada nesta quinta-feira (28) no Palácio do Planalto e será publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (29). Segundo o governo, o objetivo é "estimular a concessão de empréstimos (...) com taxas mais baixas do mercado".

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou que a medida representa uma redução de R$ 5 bilhões ao ano no pagamento de juros de empréstimos consignados. 

Desconto na folha de pagamento

Os empréstimos consignados têm parcelas descontadas diretamente na folha de pagamento dos trabalhadores. O ministro destacou ainda que as sucessivas reduções da taxa básica de juros, a Selic, bem como a política de ajuste fiscal do governo, possibilitaram a medida em relação ao consignado.

"As taxas de juros no Brasil estão caindo. Estão caindo porque o governo não fez medidas populistas. Adotou uma agenda de reformas, uma agenda de ajuste fiscal e de austeridade. Isso permitiu que as taxas de juros caíssem. E por isso hoje temos a oportunidade de reduzir as taxas de juros do consignado", disse Olveira durante o anúncio.

(Com Agência Brasil)

Se não sabe responder a estas 5 questões, será muito difícil ficar rico

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos