Bolsas

Câmbio

Reforma trabalhista

'O Brasil que trabalha comemora a reforma trabalhista', diz ministro

Do UOL, em São Paulo

Em pronunciamento em rede nacional de rádio e TV nesta sexta-feira (10), o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, comemorou a entrada em vigor da reforma trabalhista, que começa a valer a partir deste sábado (11), e reafirmou que as novas regras não retiram direitos dos trabalhadores.

"O Brasil que trabalha, que quer crescer, comemora a entrada em vigor da lei da modernização trabalhista", disse o ministro.

Leia também:

Em seu discurso, o ministro afirmou que a reforma manteve todos os direitos trabalhistas, como FGTS, seguro-desemprego, salário mínimo, piso salarial, férias de 30 dias, repouso semanal remunerado, 13º salário, aviso prévio proporcional ao tempo de serviço, licença maternidade e horas extras. "Tudo está garantido", declarou.

O ministro também disse que as novas regras trabalhistas vão criar as condições necessárias para o crescimento econômico. Segundo ele, o Brasil se prepara para gerar novos empregos, para competir em um mundo de mudanças rápidas e para dar uma resposta aos milhares de jovens que agora passam a ter acesso ao mercado de trabalho.

"Os maiores vencedores são os trabalhadores e todos aqueles que contribuem, com seu esforço e dedicação, para um Brasil melhor, mais próspero e mais justo", afirmou.

O ministro afirmou, ainda, que a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), que rege a maioria dos contratos de trabalho, é antiga e precisava ser atualizada. "Com a modernização trabalhista iniciamos um novo tempo: o tempo de mais empregos, de mais esperança e de otimismo", declarou.

Como a reforma trabalhista afeta a sua vida?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos