ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Japão terá prédio de 70 andares de madeira com árvores para atrair pássaros

Divulgação
Projeto de arranha-céu de madeira que a empresa Sumitomo Forestry irá construir em Tóquio Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/02/2018 04h00

A empresa japonesa Sumitomo Forestry anunciou que vai construir em Tóquio um arranha-céu híbrido de madeira e aço, com 70 andares. Com 455 mil metros quadrados e 350 metros de altura, a torre abrigará escritórios, lojas, hotéis e apartamentos.

Todos os andares terão varandas com árvores e folhagens. Um dos objetivos do projeto é desenvolver tecnologia para prédios verdes e criar um ecossistema vegetal em cidades, permitindo a presença de mais pássaros e insetos.

O custo previsto é de cerca de 600 bilhões de ienes (R$ 18,2 bilhões). Segundo a empresa, esse valor é quase o dobro de um edifício convencional de arranha-céu construído com tecnologia atual, no Japão.

Leia também:

O edifício, que será construído com 90% de madeira e 10% de estruturas de aço, será totalmente preparado para suportar incêndios e terremotos, segundo a Sumitomo Forestry. A empresa divulgou ainda que irá usar 185 mil metros cúbicos de madeira.

Em 2010, o Japão promulgou a Lei de Promoção do Uso da Madeira em Edifícios Públicos, o que obriga todos os prédios governamentais de até três andares a serem construídos com madeira.

O prédio deve ficar ficar pronto em 2041, segundo a empresa.

Porteiro de prédio vira guia de mirante e `sobe na vida´

UOL Tab

Mais Economia