PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Gol aumenta taxa para despachar bagagem em até 67% em voo nacional

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

29/06/2018 13h04Atualizada em 29/06/2018 16h49

Única entre as quatro grandes companhias aéreas do Brasil que mantinha o mesmo preço para despachar mala desde que a cobrança começou a valer, há pouco mais de um ano, a Gol decidiu aumentar o valor da taxa nesta semana.

Quem contratar a franquia de bagagens pelos canais digitais da empresa terá de pagar R$ 50 para despachar a primeira mala, um aumento de 66,67% em relação aos R$ 30 cobrados anteriormente. A cobrança também subiu de R$ 50 para R$ 70 (+40%) na segunda mala despachada, e de R$ 60 para R$ 80 (+33,33%) na terceira.

Leia também:

No caso de quem deixa para contratar o despacho de bagagem apenas no balcão da companhia, no momento do check-in, os preços passaram de R$ 60 para R$ 100 (+66,67%) na primeira mala, de R$ 100 para R$ 140 (+40%) na segunda, e de R$ 120 para R$ 160 (+33,33%) na terceira.

Esses valores são cobrados para voos dentro do país e já estão valendo desde o último dia 21.

Voos internacionais

Para voos internacionais, os valores de despacho de bagagem passaram a variar de R$ 50 (uma mala com reserva antecipada) a R$ 330 (a partir da 3ª mala despachada só no check-in).

Excesso de bagagem

A Gol também aumentou o preço para bagagens acima do peso. Caso a mala ultrapasse 23 kg, será cobrada uma taxa de R$ 25 por quilo excedente, tanto para voos nacionais como internacionais. Antes, a cobrança era de R$ 12 para voos nacionais e de R$ 15 para internacionais, o que representa uma alta de 108,33% e de 66,67%, respectivamente.

Nenhuma mala pode ultrapassar 45 kg em voos domésticos e 32 kg para fora do país, de acordo com a Gol.

Maioria dos passageiros não despacha mala, diz empresa

A Gol afirma que cerca de 65% de seus clientes optam pelas tarifas mais econômicas que incluem apenas a bagagem de mão, ou seja, não despacham mala. "Isso demonstra a importância da adoção de modelos diferenciados de tarifas (que incluem e excluem franquia de bagagem) para atender as diferentes necessidades de quem viaja", diz a empresa.

Veja caminho que sua mala faz no aeroporto depois de despachada

UOL Notícias