IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Reforma da Previdência


Maioria da população é contra idade mínima para aposentadoria, diz pesquisa

Do UOL, em São Paulo

19/02/2019 19h36

A reforma da Previdência é necessária, mas, para a maioria das pessoas, não deveria haver idade mínima para se aposentar, de acordo com uma pesquisa divulgada hoje pela XP Investimentos. O levantamento mostra que 64% da população é a favor da reforma, 29% é contra e 7% não respondeu.

Apesar disso, 41% das pessoas afirmam que não deveria haver idade mínima para se aposentar e que o benefício deveria ser concedido apenas por tempo de contribuição. Para 29% a idade mínima deveria ser menor do que 65 anos para homens e 62 anos para mulheres, como consta na proposta do governo. Outros 23% concordam com a idade mínima sugerida pelo governo, enquanto 3% acreditam que deveria ser maior e 5% não responderam.

Ainda sobre a idade mínima, 53% dos entrevistados pela pesquisa disseram ser favoráveis a uma idade igual para aposentadoria de homens e mulheres, enquanto 44% afirmaram que as mulheres deveriam se aposentar mais cedo (3% não responderam).

Quando questionados se seriam afetados pela reforma da Previdência, 42% acreditam que serão afetados, 18% que serão muito afetados e 34% disseram que não devem ser afetados pelas mudanças no sistema de aposentadorias (6% não responderam).

Militares

Sobre a inclusão dos militares na reforma da Previdência, a pesquisa apontou que 52% dos entrevistados apoiam que os militares tenham as mesmas regras de aposentaria que os demais trabalhadores. Para 23% as regras para os militares não devem ser alteradas, e para 19% a categoria deve ser incluída na reforma, mas com regras específicas (6% nas responderam).

A pesquisa mostrou ainda que a maioria acredita na aprovação da reforma: para 45% ela provavelmente ocorrerá, para 28% com certeza ocorrerá, 13% provavelmente não ocorrerá, 8% com certeza não ocorrerá e 6% não opinaram.

Metodologia

A pesquisa foi feita em parceria com o Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) entre os dias 11 e 13 de fevereiro. Foram entrevistadas mil pessoas por telefone em todas as regiões do país. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Guedes diz que Previdência é fábrica de desigualdades

UOL Notícias

Reforma da Previdência