PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Reforma da Previdência de militares será via projeto de lei, diz Mourão

O vice-presidente da República, general da reserva Hamilton Mourão - Sérgio Lima/AFP
O vice-presidente da República, general da reserva Hamilton Mourão Imagem: Sérgio Lima/AFP

Bernardo Barbosa

Do UOL, em São Paulo

26/02/2019 17h52

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) disse hoje, em São Paulo, que as mudanças no regime previdenciário dos militares vão chegar ao Congresso por meio de projeto de lei, e não por medida provisória. Esta segunda possibilidade foi ventilada ontem pelo líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO).

"Eu vi que o líder do governo andou falando disso aí. Na realidade, ela pode ser mandada por medida provisória, que tem que ser votada, mas vai ser encaminhada via projeto de lei. São cinco leis a serem alteradas", declarou.

Mourão voltou a chamar a atual Previdência de "pirâmide financeira", na qual jovens vão "trabalhar até morrer" e só os mais velhos vão receber aposentadoria.

"O sistema que nós temos hoje não passa de uma pirâmide financeira, onde os mais velhos como eu, vão receber; e os mais novos vão trabalhar até morrer", afirmou. Segundo o vice de Jair Bolsonaro (PSL), "se este governo não fizer nada, em 2022, nosso país para."

"Nós vamos apenas pagar salários e aposentadorias. Não teremos mais recursos para custeio nem para investimentos. Daí a importância desse passo", disse.

Primeira grande batalha

Mourão classificou a reforma como a "primeira das grandes batalhas" do atual governo. O vice também defendeu a realização de uma reforma tributária para simplificar e reduzir impostos, além da implementação da reforma trabalhista, para tirar "bolas de ferro" das pernas dos empreendedores brasileiros.

Mourão veio à capital paulista para participar da cerimônia de posse do conselho diretor da Abimde (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança).

Entenda a proposta de reforma da Previdência em 10 pontos

UOL Notícias