Topo

Reforma da Previdência


Relator é contra mudar BPC, mas não diz se vai tirar da Nova Previdência

PSDB na Câmara/Divulgação
O deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) Imagem: PSDB na Câmara/Divulgação

Larissa Fafá

Colaboração para o UOL, em Brasília

2019-04-28T08:17:53

28/04/2019 08h17

Escolhido para ser o relator da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) deverá ser um dos parlamentares mais pressionados do Congresso nos próximos meses.

Caberá a ele a missão de receber as diferentes posições dos partidos sobre a reforma e elaborar um texto com apoio suficiente para ser aprovado pela comissão e chegar ao plenário da Casa com boas chances de passar.

Contra mudança no BPC e na aposentadoria rural

O deputado se diz pessoalmente contrário a duas mudanças polêmicas propostas pelo governo. É contra as restrições ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos e deficientes pobres. Também tem restrições às alterações na aposentadoria rural.

Questionado sobre esses pontos, disse não saber ainda se irá retirá-los do texto. Seu partido se posicionou publicamente contra as alterações.

Em sua primeira fala na comissão especial, Moreira indicou que buscará um equilíbrio entre responsabilidade social e fiscal.

Garantia a idosos e pessoas com deficiência

"Uma nação constrói um sistema de Previdência para garantir seus idosos. Uma nação tem que ter a consciência de que nós temos que trabalhar para sustentar as nossas crianças e aqueles que, por algum motivo de invalidez, não possam trabalhar", afirmou.

Moreira deve apresentar um plano de trabalho na próxima reunião da comissão especial, em 7 de maio. Ele não deu prazo para finalizar seu relatório, mas disse que trabalhará para que o projeto seja votado pelo plenário da Câmara --passo seguinte à comissão especial-- ainda no primeiro semestre.

Homem de confiança de Rogério Marinho

Em seu segundo mandato seguido como deputado federal, Moreira é visto como alguém que goza de extrema confiança do secretário especial da Previdência, Rogério Marinho. Marinho, por sua vez, é próximo do ministro da Economia, Paulo Guedes, e é um dos mais ferrenhos defensores da proposta do governo.

Dentro do PSDB, o deputado é mais próximo à ala capitaneada pelo ex-governador paulista Geraldo Alckmin.

Boa relação com grupo de Doria

Mas ele também tem boa relação com a ala ligada ao atual governador, João Doria. A escolha de Moreira recebeu aval do líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), ligado ao grupo político de Doria.

Colegas tucanos o consideram um bom nome para a articulação política do texto devido ao seu perfil "discreto" e "habilidoso".

Engenheiro, Moreira foi prefeito de Registro, no interior paulista, de 1997 a 2004. Depois, foi deputado estadual, líder do governo Alckmin na Assembleia Legislativa e chefe da Casa Civil do então governador. Seu primeiro mandato como deputado federal começou em 2015.

Entenda a proposta de reforma da Previdência em 10 pontos

UOL Notícias

Mais Reforma da Previdência