IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Ricardo Liáo é nomeado presidente do Coaf

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

20/08/2019 15h08

Ricardo Liáo, atual diretor de supervisão do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), é o novo presidente do órgão - agora chamado de UIF (Unidade de Inteligência Financeira). A informação foi divulgada hoje pela Globo News e confirmada pelo UOL.

Liáo foi indicado ao cargo pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Uma medida provisória publicada hoje transferiu o Coaf para o Banco Central sob o nome de UIF. O novo presidente do Coaf já foi chefe do departamento do BC responsável pelo combate à lavagem de dinheiro.

Portaria de hoje assinada pelo presidente do BC anunciou a dispensa do auditor fiscal Roberto Leonel de Oliveira Lima do cargo de presidente da agora UIF, nomeando ainda Ricardo Liáo "para exercer o cargo de Presidente da Unidade de Inteligência Financeira (...), ficando dispensado do cargo que atualmente ocupa".

Segundo o texto publicado no Diário Oficial da União, a UIF será responsável por "produzir e gerir informações de inteligência financeira para a prevenção e o combate à lavagem de dinheiro, ao financiamento do terrorismo e ao financiamento da proliferação de armas de destruição em massa e promover a interlocução institucional com órgãos e entidades nacionais, estrangeiros e internacionais que tenham conexão com a matéria".

Por ter sido criada via Medida Provisória, o texto da transferência tem 120 dias para ser aprovado no Congresso Nacional a fim de entrar em vigor de forma definitiva. Caso contrário, perde a validade.

A estrutura do novo órgão compreenderá também um Conselho Deliberativo e um quadro técnico-administrativo. O conselho será composto por Liáo e por, no mínimo, oito e, no máximo, 14 conselheiros, "escolhidos dentre cidadãos brasileiros com reputação ilibada e reconhecidos conhecimentos em matéria de prevenção e combate à lavagem de dinheiro, ao financiamento do terrorismo ou ao financiamento da proliferação de armas de destruição em massa."

O texto diz que compete ao presidente do BC escolher e designar os conselheiros. Já o quadro técnico será composto pela secretaria executiva e pelas diretorias especializadas previstas no regimento interno da UIF, e integrado por ocupantes de cargos em comissão e funções de confiança --que não precisam ser necessariamente servidores de carreira ou do quadro--, servidores, militares e empregados cedidos ou requisitados e servidores efetivos.

Mais Economia