IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Todos a Bordo


Latam tem perda com venda de comida e dá biscoito grátis por enquanto

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/08/2019 16h42

A Latam diz que teve prejuízo com a venda de comida a bordo e resolveu dar de graça a todos os passageiros um kit básico: biscoito, água, suco, refrigerante e café. A medida está valendo desde sábado passado (24), mas vai ser grátis assim só por enquanto. A empresa vai reformular todo o serviço de bordo em seus voos. O novo serviço definitivo deve começar em até 90 dias. Deve ser uma mistura de pago e gratuito.

Implementado em meados de 2017, o Mercado Latam vendia diversos produtos aos passageiros. Apenas a água era gratuita. Dois anos depois, o presidente da Latam Brasil, Jerome Cadier, afirmou que o serviço não trouxe os benefícios esperados e gerou até mesmo perdas à companhia. "Deu prejuízo", afirmou. Ele não revelou de quanto foi a perda.

Questionado se a cobrança de comidas e bebidas pode ter prejudicado a imagem da companhia junto aos passageiros, Cadier disse que "não ajudou". Para ele, a qualidade do serviço de bordo das companhias aéreas brasileiras nunca havia sido decisiva para a escolha do passageiro. Com o início da cobrança, porém, alguns passageiros podem ter se afastado da Latam.

"Havia um serviço de graça que custava muito, era pouco valorizado e nunca foi o motivo pelo qual o cliente decidia voar pela companhia A, B ou C. Quando a gente introduz o Mercado Latam, acho que a dose foi forte demais, e começou a ter passageiros que, sim, achavam que o serviço da Latam já não era essas coisas. A gente corrige isso com esse novo plano para a frente", afirmou.

Além da antipatia gerada em alguns passageiros, a cobrança de comidas e bebidas também trouxe outros problemas administrativos para a companhia. Ao decolar de um estado, a empresa precisava recolher ICMS sobre todos os produtos a bordo, independentemente se seriam vendidos ou não. "Do ponto de vista de imposto, o Brasil é infernal. Entra em uma seara de créditos e débitos que é, literalmente, impossível de gerenciar", afirmou.

Novo serviço deve ter opções gratuitas e pagas

O presidente da Latam afirmou que a companhia ainda estuda como será o novo serviço de bordo, mas que deve ser um misto entre o pago e o gratuito. Uma decisão final deve ser tomada até o final deste ano, para já estar em vigor durante a alta temporada de verão.

"Provavelmente vai ser uma combinação de alguma coisa gratuita com alguma coisa à venda, que talvez seja diferente do Mercado Latam", afirmou.

Aviões remodelados começam a chegar

As declarações do presidente da Latam foram feitas durante a cerimônia de apresentação do novo interior do Boeing 777-300 da companhia. O avião ganhou uma reconfiguração interna completa, com novas poltronas, sistema de entretenimento mais moderno e ampliação do espaço entre as poltronas na categoria Latam +.

A principal mudança acontece na classe executiva. Os assentos ficam mais largos, com mais espaço, e o encosto passa a reclinar até formar um ângulo de 180 graus com o assento e virar uma cama. Os monitores individuais também ficaram maiores, passando de 15 polegadas para 18 polegadas.

Poltronas da classe executiva da Latam ficaram maiores e com mais espaço aos passageiros - Vinícius Casagrande/UOL
Poltronas da classe executiva da Latam ficaram maiores e com mais espaço aos passageiros
Imagem: Vinícius Casagrande/UOL

A Latam está investindo mais de US$ 500 milhões na reformulação do interior de cerca de 200 aviões do grupo, o que corresponde a mais da metade de toda a frota. No mercado brasileiro, a empresa já recebeu o primeiro Boeing 777-300, usado em voos internacionais, e quatro Airbus A320, que fazem voos domésticos.

Piloto e copiloto nunca comem a mesma refeição

UOL Notícias
Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior deste texto informava incorretamente, no nono parágrafo, que o assento do avião reclinará 180 graus. Na verdade, o encosto reclinará até formar um ângulo de 180 graus com o assento e virar uma cama. A informação foi corrigida.

Todos a Bordo