IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Projeto de pagamentos instantâneos deve estar pronto no fim de 2020, diz BC

Roberto Campos Neto - Leonardo Rodrigues/Valor/Agência O Globo
Roberto Campos Neto Imagem: Leonardo Rodrigues/Valor/Agência O Globo

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

26/09/2019 13h22

O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, afirmou hoje que espera concluir a criação do sistema de pagamentos instantâneos ainda em 2020. O assunto foi antecipado pelo UOL em novembro de 2018.

Segundo Campos Neto, a agenda de criação do sistema de pagamentos instantâneos é ambiciosa e tem sido bastante debatida entre os banqueiros centrais do mundo. Ele afirmou que o FED (Federal Reserve, o Banco Central do Estados Unidos) estuda criar um sistema semelhante até 2024.

"Esperamos terminar o projeto ainda em 2020. Existe um movimento dos banqueiros centrais preocupados com a fragmentação desse mercado, de ter vários sistemas isolados que não se falam. Esse é um tema bastante atual entre os banqueiros. A China tem mais de um sistema que não se comunicam. Vamos desenvolver um sistema de atenda a todos", declarou.

Sistema funcionará 24 horas por dia

O sistema de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo BC possibilitará operações todos os dias, inclusive nos fins de semana e feriados, a qualquer hora. Estudos preliminares indicaram que essas transações levarão apenas 20 segundos para serem concluídas.

Para fazer compras no Brasil, os consumidores precisam pagar em dinheiro, usar cartões ou quitar boletos. Transferências de recursos entre pessoas ou empresas, com contas em diferentes bancos, têm limite de horário.

Além disso, os custos dessas operações dependem dos pacotes de serviços contratados e podem ser superiores a R$ 100, conforme dados do BC. Atualmente, os recursos de uma transferência são depositados no mesmo dia somente quando a transação ocorre entre 6h30 e 17h, de segunda a sexta-feira.

Pagamentos com QR Code
Nos fins de semana e feriados, as transações são realizadas apenas por clientes com contas na mesma instituição financeira. Entre contas de diferentes bancos, os recursos são depositados apenas no primeiro dia útil posterior.

O BC estuda oferecer esses serviços aos clientes por meio dos celulares, computadores e outros canais de atendimento. O BC também estuda a possibilidade de que as transferências sejam feitas por meio de QR Code, assim como na China e na Índia.

Economia