IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Bilionário mais jovem do Brasil tem 29 anos e R$ 2,9 bi, segundo a Forbes

Pedro de Godoy Bueno, o bilionário mais jovem do Brasil segundo a revista "Forbes" - Patricia Stavis/Folhapress
Pedro de Godoy Bueno, o bilionário mais jovem do Brasil segundo a revista "Forbes" Imagem: Patricia Stavis/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

02/10/2019 04h00Atualizada em 08/10/2019 18h29

Resumo da notícia

  • Pedro de Godoy Bueno, acionista da UnitedHealth Brasil, dona da Amil, é o bilionário mais jovem do Brasi
  • Ele tem 29 anos e patrimônio estimado de R$ 2,90 bilhões
  • Pedro fica com o posto pelo segundo ano consecutivo, depois de desbancar Gilberto Schincariol Júnior em 2018
  • Sua irmã e a ex-mulher de seu pai também estão na lista de bilionários
  • Os mais velhos do ranking são Aloysio de Andrade Faria, 98, e Ricardo Brennand, 92

Entre os 206 bilionários brasileiros listados no ranking de 2019 da revista "Forbes", o mais jovem é Pedro de Godoy Bueno, acionista da UnitedHealth Brasil, dona da empresa de assistência médica Amil. Aos 29 anos, ele ocupa a 110ª posição com uma fortuna estimada em R$ 2,9 bilhões.

Pedro herdou participação acionária da empresa depois da morte do pai, Edson de Godoy Bueno, em 2017. Ele também é presidente do laboratório de exames médicos Dasa e conselheiro da locadora de veículos Localiza.

Mulheres da família também estão na lista

O ranking da revista "Forbes" deste ano tem também a ex-mulher de Edson e co-fundadora da Amil, Dulce Pugliese de Godoy Bueno, 71. Na 41ª colocação, com patrimônio estimado de R$ 7,68 bilhões, ela é a terceira mulher mais rica do Brasil.

Pedro ainda divide a 110ª posição no ranking com a irmã, Camila de Godoy Bueno Grossi, 40. Segundo a "Forbes", ela mora no exterior e tem uma parte na Amil por meio da Cromossomo Participações.

Mais jovem da lista pela segunda vez

Pedro de Godoy Bueno é o mais jovem no ranking nacional da "Forbes" pelo segundo ano consecutivo. Em 2018, ele estreou na lista na 84ª posição, com R$ 2,7 bilhões.

Antes de Pedro, o título de bilionário brasileiro mais jovem era de Gilberto Schincariol Júnior, um dos herdeiros da cervejaria Schincariol, que ficou no posto de 2013 a 2017. Agora, aos 35 anos, ele está em 128º, com uma fortuna estimada em R$ 2,4 bilhões.

A lista conta ainda com outros dois bilionários de 35 anos: André Street, em 60º, com R$ 5,3 bilhões; e Franco Bittar Garcia, 66º, que tem R$ 4,9 bilhões.

Mais velho tem 98 anos

O bilionário mais velho do ranking é o mesmo desde 2013: Aloysio de Andrade Faria, que tem 98 anos. Ele foi o principal nome do Banco Real, vendido para o ABN Amro em 1998 e que passou para o controle do espanhol Santander em 2007. Hoje ocupa a 37ª colocação, com R$ 8,22 bilhões.

Aos 92, Ricardo Brennand é o segundo mais velho da lista. Ele representa a família Brennand, de Pernambuco, que ficou na 105ª posição do ranking, com R$ 3,1 bilhões. Ricardo atua principalmente na produção de energia e na indústria de cimento, mas a família tem negócios também na indústria de cerâmicas, azulejos e no mercado imobiliário.

Errata: o texto foi atualizado
O título e o primeiro parágrafo da reportagem, também destacada na Home Page do UOL, informavam erradamente que a idade de Pedro de Godoy Bueno era de 28 anos, mas o certo é 29 anos. O dado foi corrigido. No penúltimo parágrafo, a reportagem afirmava que o Banco Real foi vendido para o Santander em 2007, sem mencionar que já havia sido comprado pelo ABN Amro em 1998. A informação foi incluída. No último parágrafo, o nome de Ricardo Brennand havia sido grafado incorretamente. O nome foi corrigido. Também foi corrigida a informação de que Ricardo tem negócios na indústria de cerâmica e azulejos (são outros membros da família que atuam neste setor).

Mais Economia