PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ex-bancária ganhará indenização após ser chamada de "improdutiva" e "velha"

iStock
Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

17/12/2019 19h31

A Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) condenou hoje o Bradesco a indenizar uma ex-funcionária em R$ 20 mil após ela e outros colegas serem chamados por uma gerente de "esnobes", "improdutivos" e "velhos". A bancária era empregada do Banco do Estado da Bahia (Baneb), privatizado em 1999.

Para a Turma responsável pelo julgamento, o fato de a discriminação ter sido direcionada a um grupo não isenta o banco de reparar o caso, classificado como assédio moral.

A bancária alega que, a partir da venda do Baneb, os empregados passaram a ser alvo de desconfiança e de comentários depreciativos dos novos chefes. Ela afirmou que, além das ofensas, recebiam tratamento inferior aos de empregados do Bradesco - incluindo ataques às roupas.

O ministro Augusto César, relator do recurso de revista do caso, fez severas críticas à postura da empresa. "Esse tipo de violência silenciosa, expressa na forma de perseguição contra um indivíduo ou grupo de indivíduos, visa desequilibrar emocionalmente o empregado para enfraquecê-lo, com objetivo de sua exclusão do quadro da empresa", disse, de acordo com o site do TST.

César ainda classificou a postura da gerente como "absolutamente intolerável em qualquer ambiente civilizado". Segundo ele, a profissional "agiu com grosserias e ameaças, tornando o ambiente nocivo aos trabalhadores".

Em primeiro grau, o Bradesco foi condenado em R$ 50 mil. No entanto, o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região considerou que não houve dano a ser indenizado, uma vez que "o tratamento nocivo ou vexatório" não foi dirigido apenas à bancária responsável pela ação.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.

Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.

Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Bullying ainda faz parte da rotina do estagiário do mercado financeiro

UOL Notícias