PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Dieese registra aumento do preço da cesta básica em 11 capitais em janeiro

Aracaju teve a maior alta, mas registra o preço mais baixo entre as 17 capitais pesquisadas - Getty Images
Aracaju teve a maior alta, mas registra o preço mais baixo entre as 17 capitais pesquisadas Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

06/02/2020 17h14

O custo da cesta básica subiu em 11 das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) no mês de janeiro de 2020. Os valores foram divulgados hoje pelo órgão.

A alta mais expressiva foi registrada em Aracaju, com aumento de preço de 4,75%. Na sequência, vieram as altas de Salvador (4,43%), João Pessoa (3,87%) e Belo Horizonte (2,57%).

Por outro lado, Florianópolis registrou a maior queda: -4,41%. Rio de Janeiro (-1,89%), Curitiba (-1,43%) e Vitória (-1,41%) vieram na sequência.

Nos preços absolutos, São Paulo teve a cesta básica mais cara, com R$ 517,51, à frente de Rio de Janeiro (R$ 507,13) e Porto Alegre (R$ 502,98). Embora tenha sofrido a maior alta, Aracaju tem a cesta básica mais barata, com média de preço de R$ 368,69.

Altas entre 2019 e 2020

A 17 cidades pesquisadas acumularam altas nos preços em 12 meses, entre janeiro de 2019 e janeiro de 2020. Neste quesito, Vitória teve alta de 16,03%, Goiânia teve 14,28% de aumento e Porto Alegre registrou valores 13,89% maiores.

No período em questão, os produtos que mais impactaram no preço da cesta básica foram óleo de soja, açúcar, tomate, feijão, da banana e batata. A carne bovina de primeira, por outro lado, teve redução média na maior parte das capitais analisadas.

O óleo subiu em todas as cidades avaliadas, subindo 1,17% em Belém e 9,95% em Campo Grande. Neste caso, a produção de biocombustível acabou afetando o consumo doméstico.

"A demanda por óleo de soja degomado para produção de biodiesel aumentou, principalmente por causa da elevação do percentual de óleo de soja no biocombustível, de 10% para 11%. Com isso, o consumidor no varejo pagou mais pela lata do produto", explicou o relatório do Dieese.

O quilo da carne bovina de primeira, por sua vez, teve queda de preço em 14 capitais. A maior redução veio no Rio de Janeiro, registrando queda de -14,76% entre janeiro de 2019 e janeiro de 2020.

Com o impacto na cesta básica, o Dieese calcula que o valor do salário mínimo para manter uma família de quatro pessoas em janeiro de 2020 deveria ser de R$ 4.347,61.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.

Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.

Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Itens de cesta básica tem alta no interior

Band SP Interior