PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Empresa que pegou dinheiro do BNDES pode pedir suspensão da dívida na 4ª

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

29/03/2020 16h45

Empresários que possuem empréstimos indiretos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) devem procurar os bancos em que contrataram os financiamentos a partir de quarta-feira (1º) para pedir a suspensão dos pagamentos.

Esses empréstimos são feitos com dinheiro do BNDES, mas são repassados aos clientes por outras instituições financeiras, que fazem todo o processo de análise de risco para aprovar o financiamento. Nas contas do banco público, R$ 11 bilhões poderão ser negociados. Os clientes que tiverem a suspensão dos pagamentos aprovada deixarão de pagar as parcelas por seis meses.

Clientes com operações feitas diretamente com o BNDES podem solicitar a pausa no pagamento das prestações desde a última quinta-feira (26), com o próprio BNDES, cuja sede é no Rio de Janeiro. Os contatos podem ser feito pelo site. Segundo o presidente do banco público, Gustavo Montezano, 259 empresas já pediram a suspensão de 425 contratos, que totalizam R$ 3,6 bilhões.

BNDES vai oferecer socorro para empresas aéreas

Montezano também declarou que o BNDES estuda formas de oferecer crédito para empresas aéreas, afetadas com o isolamento social após a pandemia de coronavírus. Segundo ele, o banco público estuda fazer a compra de títulos de dívida privada das companhias.

Esses recursos devem ser investidos exclusivamente no Brasil, segundo o presidente do BNDES, e os contratos devem obrigar as empresas a continuar funcionando. As aéreas devem ter 24 meses de carência para iniciar o pagamento e 60 meses totais para quitar as parcelas.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Economia