PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Secretário do Ministério da Economia diz que Guedes permanece no cargo

Do UOL, em São Paulo

23/04/2020 15h39

Secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys garantiu a permanência de Paulo Guedes no governo. Em entrevista ao UOL, o coordenador do grupo interministerial criado por Jair Bolsonaro falou sobre a relação do ministro da Economia com o presidente.

A possibilidade de saída surge depois de a Folha de S. Paulo ter confirmado que o ministro Sergio Moro pediu demissão ao ser informado por Bolsonaro da decisão de trocar a diretoria-geral da Polícia Federal, hoje ocupada por Maurício Valeixo.

"Eu acho que não. A gente tem âncoras e discussões diferentes. O Paulo Guedes, eu nunca vi alguém com estratégias de políticas econômicas tão completas. Grande parte do meu trabalho, até de falar com a imprensa, é traduzir essa estratégia. Ele é o ministro com maior amplitude de estratégia econômica que vi aqui", considerou Guaranys.

Reforçando a ideia de que não houve um enfraquecimento da imagem de Paulo Guedes em meio ao enfrentamento da crise causada pelo novo coronavírus no Brasil, o secretário-executivo do Ministério da Economia completou: "Ele, de fato, é um parceiro do presidente. O presidente sabe que precisa fazer um modelo diferente e ele sempre delegou para o ministro esse modelo diferente".

Plano Pró-Brasil

Nessa semana, a equipe econômica de Bolsonaro manifestou divergência em relação ao chamado plano Pró-Brasil, que prevê investimentos públicos para a retomada da economia depois da pandemia.

Depois do lançamento do programa, que não contou com a presença de Guedes, o presidente disse concordar com o ministro ao defender investimentos privados no processo. "Política boa é com investimento privado. Essa é a minha linha, aprendi rápido com Paulo Guedes", afirmou Bolsonaro ao chegar no Palácio da Alvorada na noite de ontem.

Paulo Guedes tem defendido uma política liberal mesmo diante da crise causada pelo novo coronavírus.