PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Caixa: 9,7 milhões de pedidos de auxílio de R$ 600 estão em análise

Do UOL, em São Paulo

23/05/2020 16h17

Cerca de 9,7 milhões de pedidos do auxílio emergencial de R$ 600 feitos por meio do aplicativo ou sita da Caixa estão em análise, de acordo com o banco. Desse total, 4,9 milhões estão na fila de primeira análise, e os outros 4,8 milhões passarão por nova análise, por causa de alguma inconsistência nos dados.

No total, de acordo com a Caixa, foram processados 101,2 milhões de pedidos, sendo que 59 milhões foram considerados elegíveis, e 42,2 milhões, inelegíveis. Até agora, cerca de 55 milhões de pessoas já receberam ao menos a primeira parcela do benefício.

Presidente diz que não haverá filas

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que o saque em dinheiro da segunda parcela do auxílio não irá gerar grandes aglomerações, como foi visto no saque da primeira parcela, há três semanas.

"Nós temos muita confiança que os pagamentos serão realizados com tranquilidade, sem filas, da mesma maneira que estão sendo feitas agora", afirmou o presidente da Caixa. "Esperamos, sim, agências com mais movimento do que na semana que passou e na próxima semana, mas sem ser nada comparável àquilo que a gente viu há três semana atrás, quando de fato tivemos dois ou três dias de agências muito cheias", afirmou o presidente da Caixa.

A Caixa já começou a depositar a segunda parcela do auxílio na poupança digital dos beneficiários, mas os valores ainda não podem ser transferidos ou sacados, sendo usados apenas para pagamento de contas e boletos para compras por meio do cartão de débito virtual.

O calendário de saques e transferências começará no dia 30 de maio e liberado em etapas, de acordo com o mês de nascimento.

Segundo Guimarães, com o calendário escalonado, o saque será liberado para cerca de 2,5 milhões de pessoas por dia. "Esse é um valor muito grande, mas que a Caixa Econômica Federal hoje consegue pagar com uma certa tranquilidade."

De acordo com ele, durante a liberação de saques da primeira parcela, a Caixa chegou a pagar 8 milhões de pessoas em um dia.