PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Empréstimo para micro e pequena empresa deve encolher em 2020, diz BC

Fábio Kanczuk, secretário de Política Econômica do ministério da Fazenda - Divulgação
Fábio Kanczuk, secretário de Política Econômica do ministério da Fazenda Imagem: Divulgação

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

04/06/2020 13h47

O diretor de Política Econômica do BC (Banco Central), Fabio Kanczuk, afirmou hoje que a carteira total de empréstimos das instituições financeiras para micro e pequenas empresas deve encolher em 2020. Segundo ele, isso é um efeito da crise econômica decorrente da pandemia do coronavírus.

Com a crise, afirmou Kanczuk, as grandes empresas saíram na frente das demais e contrataram as linhas de crédito pré-aprovadas que possuíam com os bancos. Para evitar a falta de recursos para empréstimos para as demais empresas, declarou o diretor do BC, o BC tomou as medidas para aumentar a liquidez.

"Eu imagino um provável aumento da participação de grandes empresas no total da carteira de crédito. Esse é choque primário. Também é acompanhado pelo aumento da inadimplência, que vai ocorrer bem mais tarde. Quando tem uma recessão, a lucratividade cai, a inadimplência deve subir pouco e isso tem impacto nos spreads", disse.

Segundo ele, não é surpreendente que ocorra uma queda na participação das micro e pequenas empresas no total da carteira de crédito. Apesar disso, Kanczuk disse que o BC tem que trabalhar para evitar uma queda que prejudique as firmas de menor porte.

Economia