PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Número 2 da Economia, Guaranys diz que Guedes fica no cargo: 'É nosso guru'

Marcelo Guaranys, número 2 da Economia: Guedes vai permanecer no cargo - Alan Marques/Folhapress
Marcelo Guaranys, número 2 da Economia: Guedes vai permanecer no cargo Imagem: Alan Marques/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

14/08/2020 09h26Atualizada em 14/08/2020 11h07

Considerado o número 2 do Ministério da Economia, o secretário-executivo da pasta, Marcelo Guaranys, afirmou que, apesar da recente debandada na pasta, o ministro Paulo Guedes vai permanecer no cargo. Em entrevista ao jornal O Globo, Guaranys disse que a equipe econômica não vai se desviar do caminho em direção ao equilíbrio fiscal.

"O ministro continua. Ele é o nosso capitão, nosso mestre, o nosso guru. Ele sabe que é difícil, é um cara que aprendeu muito depois que chegou", disse o secretário.

"Ele tem um objetivo muito forte na cabeça dele, e essa estratégia inteira econômica, que é o programa de governo, o caminho para a prosperidade, é uma estratégia em que ele acredita, confia e criou."

"Ele tem um conhecimento muito amplo da necessidade de mudança da nossa economia em geral. Quando ele diz: 'Se o modelo mudar, eu mudo', é que não faz sentido esse modelo que ele pensou e acordou com o presidente [Jair Bolsonaro] até antes da eleição. Mas ele continua nessa linha", defendeu Guaranys.

Sobre pressões para que sejam aumentados os limites dos gastos públicos, em razão da pandemia do novo coronavírus, o secretário afirmou que a manutenção das coisas como estão tem o apoio do presidente da República e que o teto de gastos "é a âncora em que a gente não pode mexer". Nesta semana, Bolsonaro defendeu o teto. Ontem, porém, falou que uma emergência pode mudar a situação.

"É isso que faz os juros ficarem baixos, que faz a gente ter uma inflação reduzida, que faz a gente começar a ganhar espaço para poder gastar com outras coisas", afirmou Guaranys.

"A gente aprovou a maior reforma previdenciária de todos os tempos, a gente vai aprovar uma reforma tributária, com muita discussão. Isso para ele é muito importante."