PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Relator da reforma tributária critica nova CPMF: 'Cria distorção'

Do UOL, em São Paulo

24/08/2020 15h47

Relator da comissão mista do Congresso que discute a reforma tributária, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) criticou hoje a possível criação de um novo imposto nos moldes da CPMF. Em entrevista ao UOL, o parlamentar se disse contrário a outro tributo. Ribeiro afirmou que a ideia é ter um sistema tributário mais justo e estruturante tanto para cidadão quanto para federação, e que "esse tipo de tributo só faz o contrário, faz criar mais distorção."

"Do ponto de vista estruturante, não me parece fazer sentido um imposto como a CPMF. Até porque não existe, inclusive, referência nenhuma de países que tratam tributação sobre consumo tendo tributação como essa, a não ser países que têm outras características. Mas países como o Brasil, que são grandes economias emergentes, não adotam esse tipo de tributação", afirmou durante o UOL Entrevista, comandado pelos repórteres Antonio Temóteo e Guilherme Mazieiro.

Essa questão de aumento de imposto, nós não vamos tratar no relatório. Defendo que mantenhamos a mesma carga tributária. Se eu não posso reduzir, eu não vou aumentar.

O parlamentar também disse que criar um novo imposto é o caminho "mais fácil" e deixou claro que o tributo não estará no relatório da reforma.

"Essa forma de criar novo imposto eu sou contra, porque criar novo imposto é o caminho mais fácil. Se eu tenho uma demanda de um gasto e eu crio um imposto, esse é o hábito que sempre se utilizou historicamente no país. Quando você tem uma dificuldade fiscal, vai e cria um imposto para cobrir aquele gasto. O que eu defendo é que possamos ir no ponto do problema. Se o problema é que nos gastamos muito, precisamos corrigir", disse.