PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Mídia e Marketing

Documentário do UOL sobre PCC é finalista do prêmio Latam Digital Media

Do UOL, em São Paulo

07/10/2020 12h27

O documentário "PCC - Primeiro Cartel da Capital", que conta a história de uma das maiores facções criminosas do Brasil, é um dos finalistas do Latam WAN-IFRA Digital Media Awards. A produção foi indicada na categoria "Best Use of Online Video" (melhor uso online de vídeo).

O Latam Digital Media Awards é a premiação mais importante em jornalismo digital da América Latina, organizada pela WAN-IFRA, a associação mundial de jornais e editores de notícias, que representa mais de 18 mil publicações dos cinco continentes. O documentário do UOL é finalista ao lado da série "Entrevista na Janela", do jornal O Globo, e do especial "Mi Casa se Inunda", do veículo argentino RED/ACCIÓN.

"PCC - Primeiro Cartel da Capital" é uma série produzida por MOV.doc, a produtora de documentários do UOL, com apuração da equipe de repórteres do UOL Notícias. Em quatro episódios, traz a história e os bastidores de uma das mais conhecidas facções criminosas do país e conta com a direção do cineasta, jornalista e fotógrafo João Wainer (diretor dos documentários "Junho - o mês que abalou o Brasil" e "Pixo").

Durante seis meses, a equipe realizou uma rigorosa investigação, com gravações em São Paulo, Santos, Presidente Prudente. Brasília, Rio de Janeiro, Rio Branco e Nápoles (Itália). O resultado é uma grande série documental que busca entender como um grupo de oito detentos se transformou numa facção que tem hoje mais de 33 mil afiliados e tenta conquistar o monopólio do tráfico de drogas no país.

"PCC - Primeiro Cartel da Capital" tem direção de João Wainer; reportagem de Aiuri Rebello, Eduardo Militão, Flávio Costa e Luís Adorno; e apresentação de Débora Lopes. A série conta também com a participação do médico Drauzio Varella; dos jornalistas Josmar Jozino, Bruno Paes Manso, Allan de de Abreu, Marcelo Godoy e Cecília Olliveira; do procurador de Justiça Marcio Sergio Christino; do promotor do Gaeco Lincoln Gakiya; da desembargadora Ivana David; do delegado da Polícia Federal Elvis Secco; e de Wálter Maierovitch, especialista em Segurança Pública.

Mídia e Marketing