PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Mídia e Marketing

Salvador interdita unidade do Burger King após promoção gerar aglomerações

Loja do Burger King em Salvador é interditada; decreto municipal proíbe eventos e promoções que possam promover aglomeração - Divulgação
Loja do Burger King em Salvador é interditada; decreto municipal proíbe eventos e promoções que possam promover aglomeração Imagem: Divulgação

Juliana Almirante

Colaboração para o UOL, em Salvador (BA)

31/10/2020 19h44Atualizada em 01/11/2020 12h12

A loja da rede Burger King localizada na Avenida ACM, em Salvador, foi interditada na tarde de hoje (31) por fiscais da prefeitura da cidade por promover a aglomeração de pessoas. O estabelecimento reunia uma fila de pessoas que participavam de uma campanha promocional da rede.

A promoção "Vassoura Thru" foi anunciada nas redes sociais e no site do Burger King, em comemoração ao de Dia das Bruxas. Os clientes deveriam usar uma vassoura e uma máscara, além de apresentar um documento com foto, para ganhar um sanduíche.

Em nota, o Burger King afirmou ao UOL que a unidade atingiu sua lotação máxima com a promoção, que os seus colaboradores são orientados a reforçar a necessidade de uso de máscara e o distanciamento social, e que acatou a ação de interdição do órgão municipal (leia nota na íntegra mais abaixo).

'Ato irresponsável e inaceitável', diz secretário

O secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo, Sérgio Guanabara, disse ao UOL que o estabelecimento descumpriu o decreto 32.656/2020, que proíbe a realização de eventos e promoções que possam promover a aglomeração de pessoas, devido à pandemia da covid-19.

"Infelizmente foi um ato irresponsável e inaceitável por parte desse estabelecimento e tivemos que agir com o poder de polícia e em conformidade com o decreto. O fato principal é o ato promocional do evento, que possibilitou esse tipo de fila, sem qualquer tipo de preocupação em relação às pessoas", afirmou.

Conforme o secretário, todo estabelecimento que promover esse tipo de conduta na cidade será interditado. "Os estabelecimentos] devem abrir conforme o decreto e não promover eventos que ofereçam alimentos gratuitamente", disse.

Com a interdição, a loja deve ficar fechada por sete dias e, se houver descumprimento do decreto mais uma vez, deve ter o alvará cassado, segundo Sérgio Guanabara.

Leia nota enviada pela empresa

"A procura dos clientes pelo Halloween do BURGER KING fez com que a unidade do Parque Bela Vista em Salvador viesse a lotação de sua capacidade. Com as medidas de saúde e segurança, nossos colaboradores são orientados para reforçar a necessidade do distanciamento social e uso de máscara, a fim de manter a segurança de todos os consumidores presentes. No entanto, em razão de uma orientação advinda dos órgãos responsáveis, a ação foi encerrada para garantir o bem-estar de todos. O BURGER KING respeita e compreende a posição da entidade e, portanto, acatou prontamente a decisão estabelecida. A companhia reforça, ainda, que segue à risca todos os protocolos de saúde, higiene e segurança recomendados pela Organização Mundial da Saúde".

Mídia e Marketing