PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

SP negocia com empresas espaço deixado pela Ford, diz prefeitura de Taubaté

Trabalhadores da Ford protestam em Taubaté após anúncio de fechamento da fábrica - Rogério Marques/Futura Press/Estadão Conteúdo
Trabalhadores da Ford protestam em Taubaté após anúncio de fechamento da fábrica Imagem: Rogério Marques/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

13/01/2021 13h49

A Prefeitura de Taubaté (SP), município que possui uma fábrica da Ford, que anunciou o fim de sua produção de veículos no Brasil, disse que, em reunião com o Governo de São Paulo, foi informada de que "há tratativas com duas empresas interessadas em comprar o espaço" da montadora na cidade.

Segundo nota da prefeitura, "na próxima semana algumas pessoas estarão em Taubaté para analisar o local". A reunião com o governo estadual, segundo o Executivo municipal, ocorreu ontem no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista.

Também ontem, o governo de São Paulo se reuniu com representantes dos funcionários da Ford na cidade. Paralelamente, cerca de 500 trabalhadores da montadora, segundo cálculos da AFP, protestaram em Taubaté.

Na cidade paulista, onde produzia motores e transmissões, a montadora mantém 830 postos de trabalho diretos e outros 600 terceirizados.

Situação na BA

Na Bahia, onde a Ford também possui uma fábrica - na cidade de Camaçari, na Grande Salvador (ainda há uma segunda no Nordeste: em Horizonte, CE) - o governador do estado, Rui Costa (PT), disse que a montadora tem tido discussões para a venda de seu complexo.

Com a saída da Ford, a prefeitura do município baiano prevê um prejuízo anual "em torno de R$ 30 milhões, que será sentido já a partir do fechamento da fábrica", na arrecadação do ISS (Imposto Sobre Serviços).