PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Mídia e Marketing

Domino's escala Jojo Toddynho para receber pedidos por assistentes de voz

Divulgação
Imagem: Divulgação

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/01/2021 17h05

Desde o começo da semana, os consumidores que quiserem pedir uma pizza para a rede Domino's falarão diretamente com a cantora/influenciadora Jojo Toddynho.

Para "conversar" com a vencedora do reality show 'A Fazenda', o público deverá fazer o pedido utilizando uma assistente de voz do Google ou via Alexa, da Amazon (para pedir via Alexa, o consumidor precisará ativar a função dentro do aplicativo).

Para os pedidos por voz, estarão disponíveis os sabores calabresa, pepperoni e frango com requeijão. As pizzas pedidas por voz ainda terão 50% de desconto.

Bordões da cantora serão incorporados às mensagens interativas para os pedidos por voz. No início do pedido, por exemplo, Jojo diz "Tá com fome, bebê? Já entendi tudo. Se você me chamou, é porque quer Domino's. Bora fazer o pedido?".

No final do pedido, ela agradece: "Deu certo? Achei que ia ser difícil, mas foi melzin na chupeta. Muito obrigada, viu meu amor". A ação foi criada pela agência Adventures.

Para Flávia Molina, CMO da rede, a Domino's pretende se consolidar como "uma empresa de tecnologia que vende pizza". "A Domino's tem investido muito em conhecer o seu cliente, usando dados e tecnologia aplicada ao marketing para preservar um atendimento próximo, customizado e cada vez mais assertivo", diz a executiva.

Flávia ainda cita outros exemplos de inovação que vêm sido trabalhados pela marca no Brasil. "Lançamos a opção de pedidos por WhatsApp, o que não é feito nem na Domino's internacional. Criamos um aplicativo próprio, uma central de atendimento para aqueles que ainda preferem fazer pedido por telefone e um aplicativo para entregadores para gestão de tempo de entrega.

Segundo dados da empresa de ciência de dados Ilumeo, a pandemia aproximou ainda mais os consumidores dos assistentes de voz. Em pesquisa divulgada recentemente, a consultoria afirmou que houve um crescimento de 47% do uso de serviços ou produtos com assistentes virtuais por voz.

A pesquisa, realizada entre março e julho do ano passado, considerou serviços com funcionalidades em português, como a Alexa, da Amazon, Siri, da Apple e o Google Assistente.

PUBLICIDADE

Mídia e Marketing