PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

'Decisivo para estabilidade monetária', diz Guedes sobre autonomia do BC

Ministro da Economia, Paulo Guedes, em Brasília -
Ministro da Economia, Paulo Guedes, em Brasília

Do UOL, em São Paulo

08/02/2021 20h18

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse considerar o projeto de autonomia do Banco Central "decisivo para a estabilidade monetária", após reunião realizada hoje com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). O presidente do BC, Roberto Campos Neto, também participou do encontro que serviu para tratar de detalhes do projeto.

"Estamos muito confiantes e esperançosos de que a Câmara dos Deputados consiga aprovar esse projeto. Ele é decisivo para garantir a estabilidade monetária do país, garantir o poder de compra dos brasileiros, o poder dos salários, das aposentadorias. Seria um avanço institucional extraordinário", disse Guedes, durante coletiva de imprensa.

Lira prometeu se reunir nesta terça-feira com os líderes, tanto da oposição quanto da situação, para tratar do projeto. "Conversaremos com os dois lados, para deixarmos tudo claro, um debate amplo", garantiu Lira.

Aprovada pelo Senado em novembro do ano passado, a autonomia operacional do BC —com mandatos fixos de quatro anos para o presidente e os diretores da instituição— é uma das prioridades da extensa agenda econômica acertada entre Guedes e Lira.

O texto já votado pelos senadores mantém a estabilidade de preços como objetivo central do Banco Central. A proposta inclui ainda duas novas metas acessórias, sem prejuízo à principal: suavizar as flutuações do nível de atividade econômica e fomentar o pleno emprego no País. O governo concordou com a redação da proposta do Senado, apesar de o BC ser historicamente contrário a ampliar seu escopo de atuação.

O relatório do deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) mantém os principais pontos do Projeto de Lei Complementar nº 19. Entre eles, o estabelecimento de nova meta para o BC, além do combate à inflação: fomentar o pleno emprego.

PUBLICIDADE